Importacao Mostra a Tendencia!
11/08/2011
« Voltar

Eu nao tinha visto a ultima revista da ABQM ate ontem.

E me causou um certo espanto a estatistica de importacao. Quem nao leu, e bom ler.

Simplesmente quase 80% dos animais importados sao da linhagem de corrida - dos 291 importados este ano (acredito que o numero seja igual ou maior no ano passado quando 479 animais foram importados). A linhagem de apartacao e a segunda com 14%.

1,700 animais foram importados de 2005 ate hoje. Chuto que a maioria e da linhagem de corrida.

Seria interessante saber quantos machos e femeas foram importados - mas dado o numero de garanhoes que estamos vendo nao me espantaria se pelo menos uns 25% dos animais importados fossem garanhoes.

Bom, isso tudo para dizer que a oferta de animais de corrida para o tambor vai aumentar muito, provando que a tendencia e de uma utilizacao cada vez maior da linhagem para a lata.

Todos os grandes criadores de tambor ja tem ou estao importando seu garanhao de corrida ou matrizes de corrida.

Entao apesar do otimo debate em relacao a qual a linhagem preferida para a lata, a tendencia e que acontecera uma substituicao da linhagem de boi pela linhagem de corrida no medio/longo prazo.

E tenho uma certeza - os precos irao cair e o descarte da corrida vai ficar bem mais em conta! Pode demorar um pouquinho mas vai acontecer!!

 




Comentários
» Enviar seu comentário


26/08/2011
Theo

Acredito que o principal aumento na criaçao dos animais de corrida é o fato de poder ser usado e vendido para 3 mercados diferentes(corrida,tambor,vaquejada), alem de outras vantagens menos significativas...
Isso tambem justifica minha preferencia em não cruzar corrida x trabalho.
Apesar de não ser um expert em 3 tambores, em meu ponto de vista o animal de tambor(ganhadores e donos dos tempos baixos) tem como responsavel de seu sucesso o seu treinamento,muito mais que seu pedigree.
Um breve exemplo pode ser dado com os animais do Marcos Monzinho... o cara ganha com filho do Apollo, do A Streak of Cash, Fishers Dash,Nordick Only e assim vai... sem contar que esses animais tambem tem sucesso na categoria feminino. Acredito que os criadores e competidores deveriam se atentar um pouco menos ao pedigree e um pouco mais na morfologia,temperamento e Treinamento do seu cavalo.
Tambem não posso deixar de parabenizar a equipe FNSL pelo sucesso. Um abraço,

Theo
Www.guiadegaranhoes.com.br
Www.qmforsale.com.br
15/08/2011
Ronaldo Klitzke Filho

Bom dia,

Penso que as normas de importação apesar de tentarem contribuir para seleção genética nacional, acabam por atrapalhar as poucas pessoas que realmente entendem do assunto, pois este é complexo.

A seleção de genética para 3T é mais difícil do que aquela para corrida. Se vc importa uma égua, pq é filha de produtora, mas que nunca correu, pra corrida ela terá maior valor genético do que para 3T, pois vc não sabe se ela, como indivíduo, é realmente veloz e não sabe se seu pedigree é produtor de 3T.

Sem dúvida, pro nosso esporte, não erra quem importa DTF, pois está comprovado, mas vem ainda um porém importante que é o baixo nível estatístco dele (nosso melhor garanhão da história), como avô.

Se fosse possível escolhermos animais lá fora, por critérios mais subjetivos, como hablidade em liberdade e submissão a comandos hípicos, isso faclitaria a seleção de 3T, mas certamente estes indivíduos muitas vezes não se enquadrariam nas normas de importação da ABQM.

Ainda, como a premiação de 3T nos USA é baxa (me parece), isso dificulta mais a seleção por importação. A se ver na estatístiica citada pelo amigo, quantos FGuy constam?

Na minha opinião, deveríamos parar de usar garanhões não comprovados e ao escolher genética, buscar característcas de 3T em anmais rápidos, pois aqui temos excelentes indivíduos que só precisam cobrir as éguas certas, a citar: TFWater, VFly, ESZorrero, CRed, Angolano Beaver (este que pouca gente atentou até agora, mas que eu garanto, é uma máquina de imprimir 3T!), sendo que destes aí que citei, apenas 1 é importado e apenas 1 foi correr no JCS, mesmo assim sem grande êxito, 2 são Shady Leo (máquina temporariamente "esquecida" pelos maiores investidores em genética de 3T no Brasil), e o último é fechadinho em famílias de gado, mas é rápido e imprimi submissão e habilidade, sendo sem dúvida nenhuma, muito melhor que seu próprio pai (p/ 3T), o Playboy´s Goldust.

Ah, por fim, vamos falar de éguas antes de pensar em garanhões, estes geralmente são melhor conhecidos pois produzem mais que as fêmeas, assim, na minha visão "iniciante", Haward Johnny e Dan´s Boy Skippy, se destacam demais na produção, como linhagens maternas e todo mundo procurando Dash For Cash para 3T...

Há de se reciclar estes critérios que nem foram estabelecidos e já estão meio "perdidos"...

Abraços
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos