Uma Chuva de 16s...nos EUA!
26/01/2011
« Voltar


Muito interessante ver como esta o nivel do tambor americano - e isso so pode ser visto quando se tem provas em pista de tamanho padrao por la para que possamos comparar com as pistas da terrinha!

Esse final de semana correu o Pac West Futurty & Open Race em Buckeye, Arizona.

No Futurity (120 inscritos), os tempos dos potros ganhadores foi na casa dos 17s208, 17s358 e 17s408. Entao pelo que vemos por aqui os potros estao correndo praticamente juntos como vimos na 7 Prova FNSL quando tivemos uns 3 17s3-17s4.

Mas olhem os tempos da Aberta com quase 500 inscritos! Ai vemos que o bicho por la pega forte! Um 17s1 alto nao entra nos 20 melhores! E o melhor tempo, 16s646 por pouco nao bateu o recorde mundia de 16s643!!

Dito isso fica claro como os 17s0 e 16s9 ocorrem mais, mas um 16s8 ou menor e coisa rara mesmo!

1D 1 MP A Man With Roses, Sherry Cervi, 16.646, $1,846
2 Panchos Flit Of Fire, Megan Johnson, 16.856, $1,485
3 Aced My Bully, Jolene Montgomery, 16.930, $1,110
4 Buttons, Megan Lewis, 16.934, $1,041
5 San Cat Hickory, Amber Berry, 16.967, $971
6 JL Dash Ta Heaven, Ashley Nelson, 16.970, $902
7 Panchos Flit Of Fire, Megan Johnson, 17.010, $833
8 Give Me A Wink, Rachael Myllymaki, 17.012, $763
9 Aced My Bully, Jolene Montgomery, 17.016, $694
10 BCR Stella Bella, Jandee Smart, 17.025, $624
11 Bluegrass Kin, Jodi Edwards, 17.038, $555
12 Sizzle To The Touch, Reiney Hatch, 17.055, $513
13 Jetteo Moon Dust, Susan Pierce, 17.059, $458
14 BCR Stella Bella, Jandee Smart, 17.064, $416
15 Sunshine Senorita, Lauren Crivier, 17.066, $375
16 Down Home Daisy, Dolli Lautaret, 17.072, $319
17 San Cat Hickory, Amber Berry, 17.088, $305
18 Sparky, Carmen Creekbaum, 17.094, $250
19 San Cat Hickory, Amber Berry, 17.096, $222
20 Extras Honor, Orla Mae Harvey, 17.107, $194

Nossos melhores tempos nao estao longe dos melhores tempos de la...mas como e dificil tirar milesimos de segundo!! Para colocar em contexto, uma piscada normal demora 300-400 milesimos de segundo!

Acho muito legal esse tipo de informacao para que possamos ter uma ideia mais clara sobre em qual patamar estamos - e pelo visto nao estamos na ponta muito longe nao! Logo logo pegamos e passamos esses gringos!



Comentários
» Enviar seu comentário


28/01/2011
heleno lima

A medição da pista mais a colocação dos tambores dentro do triangulo dá uma diferença de mais ou menos 300 milesimos para animais que correm 17, entre o Brasil e USA. Quanto mais lento os animais a diferença aumenta. Para animais de 19 são mais ou menos 325 milessimos. E assim vai.
28/01/2011
velocidade media

Pela velocidade média do cavalo de tambor, a pista dos EUA tem que ser aprox. 1,3m menor



Fiz um calculo simples para ver a vel media do record de la e daqui.

Pista EUA:

18,2 + 27,4 + 32,0 + 46,15 = 123,75m

123,75 / 16,643 = aprox. 7,435*3,6 = aprox 26,766 km/hr

Pista BRA:

18,3 + 27,5 + 32,0 + 46,25 = 124,05 + 0,3 (0,1m da "cordinha" em cada tambor) = 124,35

124,35 / 16,815 = aprox. 7,396*3,6 = aprox 26,622 km/hr (se a diferença da pista for só esses 60cm, o cavalo de lá tem mais velocidade, seja ele pelo dopping ou nao)



Se o total da pista do BRA for 1,3 maior que lá (125,05m de total), o nosso cavalo ainda está mais rápido.

125,05 / 16,815 = aprox. 7,436 m/s * 3,6 = aprox. 26,769 km/hr.
27/01/2011
Gustavo Monteiro

É normal as meninas do tambor terem mais de um cavalo e escolherem os mais descansados ou os que se adaptam melhor as pistas do rodeio que elas estão correndo. Por isso que os ganhos no rodeio são difíceis de serem computados e não servem para as nossas normas de importação. A premiação é calculada pela cowgirl e não pelo animal que pode ser trocado em cima da hora. Mas de qualquer forma a Fantasia Fame continua sim correndo com ela.



A égua tordilha que você se refere é a Mullberry Canyon Moon e foi montada pelo Troy Crumrine quando potra do futuro e tem esta característica tudo ou nada desde lá atrás. Martha Six Moons em mãe com bastante infusão de Puro Sangue. É um animal muito bom com mais de US$ 240 mil de ganhos, mas acho que a égua não é dela não, só está montando.
27/01/2011
cordinha

O Thomaz tem toda razao... É exatamente assim lá...

Eles nao colocam o tambor em cima da corda como aqui no brasil... Lá nem é uma corda, é tipo uma mangueira, um conduite que fica de pé... Eles encostam o tambor nakela mangueira com isso os tambores ficam mais proximos do centro da pista... se a gente pegar o raio de um tambor daquele... vemos que com a cordinha no centro do tambor e a mangueira na ponta do tambor, existem alguns centimentros de diferença... por volta de 20 a 30 centimetros em cada tambor... ou seja... quase 60 ou 80 centimetros de diferença só ai...

O caso da Fantasia Fame... Uma egua que deve ter seus 8 anos hoje, é o caso de uma DTF, diferenciada, que aguentou o tempo... Uma DTF com sangue de Firewater Flit, de Bully Bullion, de Dash for Perks.... linguagens que aguentam o tempo e o ritmo dos rodeios.... A Fantasia aguentou certo tempo... dash ta fame, diferente, mais resistente... talvez por causa da linha materna... Porém... aos seus 8 anos +/-... Já esta a venda, e nao é mais o principal animal de quem a montava... Sem duvida grande égua... ganhou mais de 100 mil dolares em premios... Mas nao sabemos se pode voltar a ganhar... pois nao é mais a mesma....

Quanto a doping... Com certeza um animal pode tirar de 300 milesimos ate meio segundo em sua passada quando dopado....

Todos esses animais com tempos baixos nos EUA, sao dopados... Por exemplo vamos pegar o VF que é brasileiro e nao faz uso de doping... Sempre roda na casa de 17 bem baixo... 17,0 e 17,1.... com esses bronquios dilatadores, substancias de estimulo energetico, com todos esses turbos a mais dados nos EUA que sao proibidos aqui, sem duvida o VF estaria sempre rodando na casa desses 3 primeiros ai da lista dos colocados dos EUA... O VF lá faria 16,6, 16,7 toda hora...
27/01/2011
ta sabendo bem

Meu amigo, eu estava na NFR, e vc esta completamente enganado quanto o cavalo da Angie...uhauhauhuahuahu

A Fantasia Fame, já não é o melhor cavalo dela a quase 1 ano... por isso que ela quer empurrar nesses brasileiros trouxas...

Ela a 1 ano atras tava pedindo 100 mil dolares, depois passou pra 120 mil, depois pra 150 mil e agora quer 300 mil dolares na Fantasia Fame... Mas se vc nao sabe, a Fantasia é ALAZA, uma DTF Alaza... Ela correu a Finals em um animal tordilho, uma egua tordilha que é seu melhor animal hoje... Todos os Rounds foram corridos com essa egua tordilha... que dirruba muito o primeiro, mas quando acerta corre bem... A Angie ganho 1 round sozinha e empatou outro em primeiro...

Fantasia Fame nao serve pra ela mais... Só pra algum brasileiro que quer DTF velho....
27/01/2011
Thomas Souza



Bom comentario Neder!



Outro ponto e que por la, ao contrario daqui, eles nao colocam o tambor em cima do ponto (cordinha) mas o tambor colado (encostando a lateral) no ponto (seja um cordinha etc) - e isso faz o tempo ser menor tambem. Deveriamos fazer isso aqui tambem!



Mas de qualquer forma, e uma pista padrao AQHA que e equivalente a nossa ABQM.



Abs a todos
27/01/2011
José Ricardo Neder

Olá Thomas,

Estive lendo todos os comentários a respeito dos tempos: de fato se apista for a medida da AQHA aqui temos 30cm.

a mais, pois vejamos; da foto até o primeiro tambor lá temos 20 yards.......18.20 mts., do primeiro para o 2° tambor temos

30 yards.......27.40mts. do 2° para o 3° tambor temos 35 yards.......32mts., aqui temos da foto para o 1° 18.30 do 1° para

o 2° 27.50 e do 2° para o 3° 32 mts. Então vemos que no total eles tem 30cms. a menos do que nós. Outro detalhe é o

ponto de partida, com a abertura da fotocelula o competidor que souber aproveitar pode tirar muitos metros no percurso.

( São 30cms. porque tb. diminuimos 10 cms. na volta OK.



Abçs. Neder

27/01/2011
Gustavo Monteiro

Existem sim DTF com mais idade que continuam competindo. É como qualquer animal de ponta, exigem cuidados para continuar trabalhando em alta performance e não espanar. Como exemplo no último NFR, a Angie Medows estava montando "Fantasia ta fame", mas concordamos que ainda são minoria. Rodeio eu acredito que ainda são mais indivíduos que são avaliados, os que têm condição física e psicológica para aguentar o tranco, pois as meninas de rodeio chegam a correr até 5 dias em um semana, isso sem contar as viagens e baias adaptadas que desgastam muito os animais.



Com relação ao doping, por incrível que pareça as substâncias mais populares nos EUA são os calmantes em baixa dosagem, para fazer com que as linhagens de corrida trabalhem com musculatura mais relaxada e assim rendam mais. Os antinflamatórios e remédios para dor também são muito comuns para sempre o animal trabalhar sempre sem nenhum tipo de dor e assim poder render mais.



Mas pensando no tópico que estava sendo discutido, qualquer tipo de substância que transporte mais oxigênio no sangue fará o animal correr mais na reta final e não sentir a fadiga muscular tão cedo. É o caso da eritropoetina humana que repercutiu tanto quando começaram a surgir os casos na seleção brasileira de atletismo. Qualquer tipo de medicamento que faça isso nos equinos pode mudar resultados.
27/01/2011
heleno lima

Desculpem mas passei batido no San Cat Hickory. Ele marcou tres tampos no TOP 20. Olhei o pedigree dele agora. É uma profusão de Doc Bar (Trhee Bars) e Leo de dar inveja em qualquer criador. Quanto mais em nós, pequeninos aqui do Centro Oeste. Mas, isto é uma demonstração que esta velha linhagem de corrida que deu cavalos de diversas modalidades, ainda reina na consistencia mesmo não sendo a mais veloz. No entanto são sensacionais. Heleno
27/01/2011
Heleno Lima

O tempo de 16.646 é o terceiro melhor da historia, perdendo apenas para a Biankus French Girl (16.643) e Nate Shilabar (16.644). Mas, interesante foi a atuação do Aced My Bully, Campeão Potro Futuro de 2010. Um cavalo Special Effort (Bully Bullion) em uma egua Gays Delight, a mesma que compõe a mãe do Dash Ta Fame. Aliás esta egua, mãe do Campeão Mundial de corrida, Tiny Gays, aparece em diversos cavalos bons de Tambor nos USA, inclusive, na composição do Tres Seis que vem fazendo muito sucesso como pai por lá. Ele foi o unico animal a aparecer duas vezes no Top 20. Consistencia é a palavra chave em Tambor. Foi terceiro e sexto. São detalhes meu caro Detalhe, mas que podem fazer a diferença na construção de um Campeão. Heleno
26/01/2011
Jorge

Ao ler os comentários aqui nesse topico, achei interessante uma coisa, pois voltam a falar de doping nos EUA, partiremos do seguinte principio, lá nos EUA nessa provas todos tem a mesma condição de prova, pista, doping liberado e tals, não justifica essa colocação do amigo... Aqui que somos atrasados mesmo, pois faço a seguinte pergunta: E nossos atletas "maduros" que são ou ate mesmo foram umas feras na modalidade e que com o passar do tempo adquiriram certas injurias e precisam ser medicados, o que faremos com os mesmos?
26/01/2011
Não tenho dúvidas

Me desculpem a teimosia mas nem com bomba esse tempos dessa tropa se repetem por aqui. Algo tem no tamanho ou no piso dessa pista, sei lá. Deixo pros entendidos, vi a passada do record mundial.

Tá brincando que aquela menina que parte tudo de qualquer jeito e nem sabe ficar no lugar certo na sela é recordista de alguma coisa.

Foi um aborto numa pista pequena e mais nada.

Ainda mais naquela égua baia lerda.

Só quem viu todos os 16 e quase todos os 17,0 do Brasil ao vivo sabe dizer o que é um tempo de verdade!

Me desculpem, é como o 16 do que eu vi de um campeão mundial aí, puta empaletada no primeiro e o resto nada demais!

Se aquilo é 16 lá, minha nossa, aqui quem faz 17,500 dá 16 lá.

Sem mais

Não tenho dúvidas

26/01/2011
Ricardo

boa tarde amigos . Concordo com todos os pontos citados abaixo , no entanto devemos entender que a volta dos animais depois do terceiro tambor é TREINO.....CAPACIDADE FÍSICA, RESPIRATÓRIA.......E CAPACIDADE DE RECUPERAÇÃO após um super esforço causado pós viradas.Como muitos deles voltam sobrando? será que é só um algo (dopping) a mais???? trabalho com rendimento de atletas e procuramos adaptar o mais próximo possível os trajetos a serem percorridos em provas e competições....muitas vezes chegam no momento exigido "sobrando". Uma boa alimentação, recuperação, descanso e TREINO ESPECÍFICO fazem toda a diferença. Espero ter sido compreendido. Um ótimo ano a todos.
26/01/2011
Thomas Souza



Sobre os DTF nao serem bons no longo prazo eu nao sei! Acho que ai depende de como o animal e conduzido - se para ser cavalo de futurity (a maioria na minha opiniao) ou para ser cavalo de rodeio (a minioria).



Mas o comentario sobre o doping eu acho que acertou na mosca! Pelo que escuto falar o doping melhora em 300-500 milesimos o tempo da passada! Entao pode sim fazer toda a diferenca!







26/01/2011
detalhe

E mais uma vez comprovamos que os DTF espanam com o passar dos anos... Eles q sempre presentes nos melhores dos futuritys, fazem papel muuuito fraco entre os animais mais velhos da aberta...

Brasileiros, não deixem de comprar DTF, mas comprem outros pedigrees tb... Pq se não, irão ficar na mão quando os animais completarem seus 6 anos... DTF só serve novo, 4, 5, 6 anos... Daí em diante ficam ruins, espanam, raro encontrar um bom entre animais da aberta, msm tendo existido dezenas de bons quando eram potros...

Como vemos o animal Docs Hickory em égua Peppy Lena San que é de 1999 portanto quase 12 anos, correndo esses tempos, não existe DTF com essa idade correndo nem perto disso... DTF não dura... Comprem para campanha de potros e comprem outras linhagens de corrida para aberta...

Obviamente devemos reconhecer tb que esse animal Doc Bar é um individuo diferenciado, ele foge a regra... Ele é uma exceção... Entendemos que é raro um animal fechado em trabalho, ser capaz de fazer tempos desses... Normal ele virar, maioria dos Doc Bar irão virar... Porém esse ai nasceu com uma dose a mais de velocidade em seu DNA... Exceção...

E outro fator muuuito importante a ser considerado dentro de todos esses tempos baixos... Substancias proibidas no Brasil que são liberadas lá... Tooodos nós sabemos o quanto faz diferença essas substancias, o quanto elas podem trazer energia e vigor ao animais para eles correrem mais, e principalmente na volta que é onde os cavalos mais sofrem com o cansaço... Os animais no Brasil não fazem uso de tais substancias, por isso é muito comum vermos passadas lindas, e imaginarmos que o tempo será muito baixo, mas quando o animal corre do terceiro tambor em direcao a foto-celula, vemos que esta lento, correndo pouco, cansado e com isso o tempo não é tão bom como imaginavamos... Essas substancias dão o algo a mais, a energia final que esses cavalos precisam lá nos EUA, com isso atraves do doping, conseguem esses milesimos preciosos que separam o 1º do 20º... e que tambem separa os cavalos americanos dos brasileiros...
26/01/2011
Rafael Simões

Corrida com Trabalho dominou !!!!!!!!!!!!!!!



E o surpreendente e o único 3 vezes entre os 20 melhores

SAN CAT HICKORY fechado em apartação!!!!!!!!! (Docs Hickory em égua que vai ao Peppy San) virando um 16,9 e dois 17,0



Será mesmo que a linhagem de boi não da Tambor ???????????????????
26/01/2011
Rafael Simões

No Youtube



Sherry Cervi



http://www.youtube.com/watch?v=YOM7o0bV_QI
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos