Não Podemos Correr em Qualquer Lugar e Sob Quaisquer Condições
08/06/2010
« Voltar

Recebi (assim como muitos outros devem ter recebido) esse email do Guilherme (Mercado de Cavalos) e achei muito bem escrito e colocado os pontos dele. E achei que o texto dele merecia ser compartilhado com os amigos do Blog.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Todos sabemos dos altos custos envolvidos para se ter um animal de três tambores. Desde a compra do animal, manejo, alimentação, veterinário, ferrador, treinamento, transporte, inscrições, hospedagem, alimentação da equipe, equipamentos, acessórios, etc.



São raríssimos os casos de equipes que conseguem sobreviver da premiação em eventos. A grande maioria participa apenas pela paixão pela modalidade. Querem competir, participar de um ambiente saudável, querem estar ao lado de seus cavalos e de seus amigos e amigas. As provas de três tambores se tornaram uma grande família de pessoas apaixonadas pelo esporte e que possuem grande expectativa de ver a modalidade crescer e se profissionalizar e querem acima de tudo ter um lugar saudável para criar seus filhos e filhas.



Considerando que o ingresso pago pelas competidoras é o mais caro de qualquer rodeio, sem incluir seus custos para estar lá, os organizadores deveriam tratar estas equipes com mais atenção. Além de condições mínimas para receber as equipes e animais, os organizadores deveriam se preocupar em tratar com mais atenção todos os envolvidos e valorizar suas presenças no evento.



Tenho certeza de que nos grupos que vão participar dos eventos são poucos os que tem interesse e energia para assistir aos shows e participar das festas à noite. O foco é sempre acompanhar as classificatórias, semi-finais e finais seja quem forem as competidoras. As meninas que não se classificam na primeira noite querem ver suas amigas, avaliar a pista e sentir o ambiente.



Eu, como pai, pouco me interesso pelos shows, apenas assisti algumas poucas aberturas e enfrento, quase sempre, grandes dificuldades e muitos constrangimentos para entrar nos parques e poder assistir minha filha e amigas competirem.



Passamos as vezes três dias até o final da competição e na visão dos organizadores deveríamos pagar a entrada e sentar na arquibancada para assistir as passadas. O mesmo se aplica aos auxiliares e outros profissionais envolvidos nas equipes. Muitas vezes o valor é irrisório, 10, 20 ou 30 reais. Outras vezes 50, 70. O problema nem sempre é o valor mas a mesquinharia dos organizadores com aqueles que pagam até R$ 500,00 (fora despesas) para participar do evento e querem apenas ver as passadas das competidoras.



Resumindo, a falta de condições para cavalos e competidores (as), os constrangimentos para assistir ao evento são situações freqüentes em muitas provas. Os promotores destas competições devem se organizar e lutar para que esta situação seja melhorada. Para os organizadores, o custo para melhorar estas ações é praticamente zero. Basta adequar um espaço para os cavalos com água, ter uma pista em condições e permitir o acesso de todos os envolvidos no evento.



O esporte é um dos que mais cresce no país e as equipes já escolhem os eventos que dão boas condições para competir. Todos os finais de semana há 2 ou 3 provas em cada região. Particularmente faço uma avaliação daqueles que valem a pena estar presente. Avalio as condições e o tratamento oferecidos aos animais e as equipes. Alguns eventos não contarão mais com minha presença.



Devemos nos unir e criar ferramentas para avaliar os locais que oferecem condições mínimas para a realização das provas. Uma idéia é criar uma ferramenta para avaliar rodeios e provas e divulgar os resultados para todos os envolvidos com a modalidade.



Aguardo sugestões e comentários



Guilherme de Alcântara Pereira

(11) 9915-7295 / (11) 9621-1378

www.mercadodecavalos.com.br



Comentários
» Enviar seu comentário


16/06/2010
silvana bertato - presidente da ANTT

Boa tarde, amigos da Fazenda N.Sra.de Lourdes e da Modalidade Tres Tambores:



Como representante da ANTT - Associação Nacional dos Tres Tambores, também recebi o e-mail do amigo Guilherme (Mercado de Cavalos) e tomo a liberdade de compartilhar com voces a resposta que enviei ao Guilherme.

Desde já, muito obrigada.

Silvana Bertato

Presidente da ANTT



Guilherme:

Apesar de não ter presenciado os fatos ocorridos e relatados em seu e-mail, uma vez que este não foi um evento com a "Chancela ANTT", compreendo perfeitamente sua preocupação e sua intenção de encontrar soluções em prol desta Modalidade, que hoje, sem dúvida, é o esporte equestre que mais cresce no Brasil.



A "ANTT" surgiu em 2003, formada por um grupo de competidoras, para valorizar a modalidade, regularizar e profissionalizar o esporte, respeitando os direitos e deveres das competidoras, seus pais, treinadores, valorizando seus animais, os profissionais envolvidos na área e todo o contexto do universo dos "Tres Tambores".



Àquela época, encontrávamos as mesmas dificuldades mencionadas por voce. A relação custo x beneficio entre o valor das inscrições e a premiação era absurda, as pistas não respeitavam a segurança, os locais eram inapropriados para alojar competidoras e animais, dentre outros tantos problemas.



Entendemos que, para crescermos e sermos respeitadas, seria imprescindível a união de todos os envolvidos em torno do mesmo objetivo, com muito trabalho, responsabilidade, profissionalismo, transparencia, credibilidade e honradez, qualidades que norteiam nossa luta.



A partir da fundação da ANTT, todas as festas e rodeios que sediam nossas etapas do CNTT - Campeonato Nacional dos Tres Tambores, passam por um rigoroso critério de avaliação de nossa Comissão de Eventos. São selecionadas, através de contrato, somente aquelas que cumprem os quesitos por nós exigidos, tais como: idoneidade dos organizadores, condições de segurança de pista e arena, higiene, segurança e conforto para os alojamentos, respeito às competidoras, pais, patrocinadores, imprensa e público em geral, respeito aos horários pré-estipulados, credenciamento (3 por competidora+veículo), contratação de juizes credenciados pela ANTT, etc.



Hoje, em nossa 7a.edição do CNTT, conseguimos baixar substancialmente o valor das inscrições (R$ 200,00 o pacote) e oferecer premiações garantidas de R$ 17.000,00 por etapa distribuidos entre as 10 primeiras colocadas, além de distribuição de kits "Tassa", sorteio de uma sela "ANTT - Selaria Oliveira" e diversos brindes a todas as competidoras participantes.



É claro que enfrentamos, ao longo destes anos, muitas dificuldades e até preconceitos por parte de alguns organizadores mais céticos. Podemos afirmar porém, que, com muito trabalho e perseverança, conquistamos nosso espaço com credibilidade e hoje temos plena consciencia que transformamos o cenário das competições e do mercado de cavalos da modalidade. Não só a ANTT, muitas outras associações sérias trilharam e trilham os mesmos caminhos.



Sabemos que ainda temos muitos objetivos a alcançar, pois muitos organizadores de festas e eventos no Brasil ainda não compreenderam a importancia da modalidade. Cabe a nós provarmos nosso valor. Creio que a fórmula "união + perseverança + trabalho" é a receita para as grandes mudanças e conquistas!



Um grande abraço, boa sorte e conte conosco!





Silvana Bertato

Presidente ANTT

silvanabertato@hotmail.com

www.antt.org.br





08/06/2010
José Neto

Acho relevante os comentários do Guilherme porém ele devia encaminhar esse assunto para a ANTT que é a entidade representante do Três Tambores - Feminino nos rodeios do Brasil. É para elas que deve ser direcionado esse assunto e tratado. Essas reclamações relatadas acontecem a anos e nunca tomou-se providencias para soluciona-las. Teve um ano que o pessoal do Laço de Bezerroe Laço em Dupla, bateram o pé no rodeio de Barretos e revindicaram melhorias e não foram atendidos. Dai os competidores fizeram greve, boicotaram as provas e elas não ocorreram no maior rodeio do Brasil. Os Independentes por serem pouco razoaveis e se acharem os dono da cocada, baniram essas provas do rodeio deles e fizeram campanha para que outros rodeios deixassem de realiza-las (dizendo ser essas provas politicamente incorretas). Eles tem até um veterinário contratado por eles que onde tem prova de laço ele faz campanha junto ao ministério publico para tentar embargar essas provas. Em todos os rodeios sequer existe local para alojar os cavalos, alguns ficam amarrados no caminhão.
08/06/2010
ricardo

Sim , o Sr. Guilherme foi muito feliz em suas observcoes e sugestoes !!! Esta mais do que na hora de se fazer eventos de 3 Tambores de forma profissional e apesar de toda badalacao da Prova 4 Friends uma coisa ABSURDA nao pode deixar de ser relatada : SABIAM QUE AS PREMIACOES DA PROVA FORAM PAGAS COM CHEQUES PRE - DATADOS !......... POIS EH FORAM SIM ........, uma vergonha isso !! Ate porque as incricoes foram pagas a vista !!!!!!!



ISSO TEM DE ACABAR ! VAMOS PROFISSIONALIZAR DE UMA VEZ POR TODAS !
08/06/2010
André Ribeiro

O comentario e muito valido, mas temos que considerar alguns fatores. Desde o comeco do ano passado venho correndo atras de rodeios, e vivemos todo tipo de situacao, uma pena sao os organizadores das festa nao terem olhos voltados para a atracao, pq a grande maioria é pra vender shows. No rodeio de Lencois Paulista do ano passado estava chegando na cidade numa sexfa-feira, e com o radio ligado numa estacao local o reporter entrevistava as pessoas peguntando pq iriam no rodeio, se era montaria, tambor ou show, todos responderam show, quem paga ingresso quer ver show. A nossa parte e fazer com o tambor seja um show, brigar por espaco, aparecer na tv, estar na midia. Neste final de semana fomos correr a final da Crystal em Fernandopolis e estavamos la na arquibancada e pessoal ao lado percebeu que estavamos torcendo uma mulher com uma menina veio me indagar sobre escolinha como faria para filha dela aprender, a crianca sorria pelos olhos, talves esse seja o segredo, encantar as criancas!!!!



Vale lembrar que vc vai num rodeio pq quer, paga a inscricao pq quer. Eu particularmente sou apaixonado, pois a emocao de um rodeio e indescritivel em relacao a uma prova, o publico gritando junto e sensacional. Tomara que um dia sejamos mais reconhecidos. Mas existe muitos rodeios que tem pessoas como a gente na organizacao e apresentam excelentes condicoes, o campeonato da Crystal nao foi perfeito, mas deu show em relacao a muitos eventos tradicionais que temnos por ai!!!



Abraços.
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos