Mais Um Comentario que Merece Destaque!
06/05/2010
« Voltar

Nao sei quem escreveu isso...seria legal mostrar a cara, mas respeito.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Indo direto ao ponto, estudo a raça e a modalidade do tambor a 1 ano, muito menos tempo do q Luan... Mas conheco profundamente as linhagens nacionais e importadas tanto d trabalho quanto de corrida.
O relato do Luan é importante para conteúdo histórico principalmente, esses dados irão ficar registrados mostrando "o que foi um dia" no passado a modalidade do tambor, ainda se fez presente no congresso única e exclusivamente pelo fato de nossos potrinhos ainda estarem crescendo... Pois essas estatisticas são de pequena importancia para o futuro da modalidade, como disse representam passado e o presente, mas o futuro cada vez mais proximo nos deixa claro que não terão importancia.
Vamos lá, direto ao ponto. Shady King Times, EF Shady Brown, Shady Blue, El Shady Zorrero etc... que são melhores representantes da linhagem de trabalho descendente de Shady Leo, daqui a 3 anos não irão conseguir competir com os animais de corrida produzidos no Brasil ou importados, ainda hoje conseguem, pois existem poucos animais de corrida em relação a enorme quantidade de animais de trabalho, como o próprio Luan deve entender que 90% dos animais são de trabalho. Quantos animais de trabalho vemos virando menos de 17,500? Quantos Shady King Times, El Shady Zorrero viram abaixo de 17,500? Proud Shady(Shady Brown) tem mãe de corrida é o único que vira aliás virou poucas vezes e nesse ano, e podemos citar Miss Star Red. Raros animais de trabalho entre milhares fazem de vez enqndo menos de 17,500... E entre a grande minoria dos animais de tambor estão os de corrida que quando bons passam toda hora abaixo de 17,500... As pessoas que querem ganhar provas em 1D Aberta, nacional e congresso aberta, que não apostarem em animais de corrida no futuro recente, estão perdidos, animais de trabalho restam para amadores e olhe lá, pois amadores querem ganhar tambem. O futuro do tambor é a corrida, trabalho ta morrendo... Alias o presente do tambor é a corrida, trabalho está morto... Todos os criatórios estão aposentando seus garanhões de trabalho e importando de corrida... Olha nossos potrinho de corrida crescendo... Estamos caminhando para 17 baixo, 16 alto, animais de trabalho mal fazem 17 alto, de cada 100, 5 fazem, de corrida de 10, 5 fazem... O que querem comprar nos próximos leilões animais Apollo, Ease, Fame, Bullion, Flit ou Trouble, Zorrero, Shady Leo, Failas...



Comentários
» Enviar seu comentário


10/05/2010
Luan Patussi

Gente, é complicado..



Cada pessoa defende seu lado, e creio que devemos ser realistas, indiferente se é corrida ou trabalho. Muito bom o que o Bruno comentou, mas isso vou falar no tópico específico.



Sobre o que li neste, faço alguns levantamentos:



- Quem considerada o Fire Water Flit um animal com sangue de corrida? E o Frenchmans Guy, é trabalho ou corrida?

Creio que há extremismos e o que cada indíviduo considera é que vai responder a estas perguntas, pois não padronização para esse é corrida, esse é trabalho...

Posso pegar o Fire Water Flit e dizer que ele é fechado em trabalho, pois Sugar Bars, Three Bars, Leo e King são grande produtores de animais que são considerados de trabalho, e esta é sua base... e daí, há quem o considera, pela sua performance (SI 86) e produção, um animal de corrida, e quem irá colocar na cabeça do indivíduo que o considerada reprodutor com linhagens de trabalho que ele é corrida, e quem diz que ele é corrida, quem irá faze-lo pensar que é trabalho?



Então, estas análises não são fáceis de serem compreendidas, e devemos analisar indivíduo por indivíduo, pois cada um teve produção focada para determinada modalidade ou mesmo campanha. Mas também penso devemos analisar o que esteve ao alcançe do animal, o que ele pode produzir, pelo foco de sua produção, de seu haras, etc.



Como é o slogan da raça? Não é o animal mais versátil do mundo... então, claro que existe o melhoramento de acordo com as características de cada modalidade, mas não segue regra, e isso faz com que isso tudo fique ainda mais divertido, e quando pensamos que estamos no caminho correto, podemos ficar com dúvidas... é assim mesmo!



- Também considero muitas vezes o mercado baseado somente no que dita o americano, mas as condições existentes e a evolução até aqui dita outra história... Creio que não necessita dizer que os bons animais de lá se dariam bem aqui e que os bons animais daqui se dariam bem lá, há diferenças, embora a probabilidade destes é maior de que um "zé ninguém" se destaque, porém, pode acontecer, em menor escala, pela produção, etc, etc, etc... E se o Shady Leo fosse americano, tivesse produzido lá, será que se daria bem?



- Relato as palavras de um treinador nosso muito experiente e que dentre outros títulos já foi campeão nacional em diversas modalidades, e, que com toda sua experiência e sabedoria, e que vai de acordo com os comentários do Bruno, numa conversa, me disse que para ele não é o papel não vai fazer o cavalo virar... vai ajudar (o que diz a probabilidade), mas não é tudo, tem muita coisa por trás disso.



Me considero imparcial, gosto dos bons animais, indiferente se é corrida ou trabalho, defendo a corrida, tanto que tenho em sociedade um filho do Signed To Fly como reprodutor, mas não sou e nunca irei ser radical ao ponto de dizer que os animais de trabalho deverão ser extinguidos dos tambores, e que cobriu uma boa matriz com um animal considerado trabalho seja burrice.

Estas análises em minha percepção é ditada pelo mercado. Hoje, muita gente está focado somente para a corrida, e a valorização destas linhagens é surpreendente, e há uma consequente desvalorização dos animais de trabalho em comparação com estes. Deste modo, comercialmente dizendo, é muito mais interessante eu cruzar uma égua com o Holland Ease, Royal Quick Dash, etc, etc, do que cruzar com o Shady King Times ou o EF Shady Brown, pois teoricamente obteremos um produto de maior valor, mesmo que o investimento seja maior, mas do mesmo modo, não necessita dizer que este vai ser melhor que o outro... é relativo. Depende de seu foco, tu quer produzir um animal para você mesmo fazê-lo e futuramente competir, ou a pessoa quer assim que desmamar ou mesmo antes comercializar este... aí tem que se analisar.





Se analisarmos o Victory Fly VM, animal de propriedade da LW. Falar dele nas pistas é chover no molhado, ele é a maior prova e é um dos que geram base para estes comentários, assim como outros animais que representam as linhagens de velocidade. E com toda esta valorização, os produtos também são bem valorizados e é possível o cruzamento com mães excepcionais. Então, com base nos cruzamentos e o volume de produção, a probabilidade destes se destacarem é muito grande, e não se compara a um outro animal que produz em menor escala com matrizes teoricamente piores que as por este cobertas... mas é oportunidade, ele está tendo oportunidade para se provar como reprodutor, o que pode não acontecer muitas vezes com outros...

Pelo investimento feito e pelos cruzamentos, há grande probabilidade de a corrida se destacar cada vez mais nos três tambores, justamente por esta valorização e pelos cruzamentos feitos, mas não devemos nunca desprezar e dizer que só vai ter corrida e que devemos só produzir corrida.... Depende de cada um, mas eu penso assim. Depende de seu foco.







10/05/2010
evolucao

essa conversa toda so entende quem gosta de evoluir, pensar pra frente, ver em que direcao o celeiro do QM no mundo esta indo.

quem gosta de museu, quem gosta do passado, quem gosta de tradicao nao quer mudança. nao quer evoluir.

isso e normal em tudo.

se dependesse do celeiro do qm no brasil, bauru, todos nos so teriamos uma linhagem para a modalidade.

mas graças a deus o brasil esta evoluindo e o qm e a modalidade estao evoluindo juntos!

pensem nisso! ninguem e o dono da razao, mas o cavalo requer planejamento e hoje podemos planejar o futuro com informacoes relevantes e acesso a sangues que fazem a diferença.

quem quiser q aposte no sangue de boi para o futuro. quem quiser que aposte no sangue de corrida. os dois vao se enfrentar de qquer maneira e o cronometro vai dizer quem e o melhor. ele e insensivel a toda essa discussao que estamos tendo por aqui.

quem quer ir atras do seu 16s tem que pensar direitinho em como faze-lo hoje, pq nao vai conseguir se nao tiver muito planejamento. e visao do futuro.

vamos evoluir, seja com o sangue de boi ou com o sangue de corrida!
10/05/2010
muladeiro

Bruno, por favor, me mande o telefone desse treinador que faz 17 ate em burro?!

esse cara deve ser bom msm, vou mandar alguns cavalos pra ele o mais rapido possivel!

ou eh vc msm?
10/05/2010
carlos

Parabens Bruno por suas colocações. Mais uma vez os brasileiros estão entrando no modismo importado dos americanos. Eles não tem cavalos de trabalho selecionados para tambor, portanto não tem este produto para vender. O que estamos fazendo? Acabando com nossas linhagens consagradas e importando promessas. Vamos parar de discutir corrida ou trabalho e vamos selecionar bons cavalos. O que vale são os resultados e não o pedigree. Vamos começar a importar cavalos campeões e produtores de campeões e deixar as promessas lá. Toda esta discussão é mais comercial que prática.
09/05/2010
Bruno Ribeiro

Olá!

Leio sempre os comentários sobre linhagens, e vejo uma série de questionamentos feitos, mas tenho algumas dúvidas que não querem deixar de me atormentar:

- Será que discutir trabalho x corrida não é o mesmo que Corinthiansx Palmeiras ?

- Será que o problema dos bons cavalos de trabalho não foram treinados em uma época onde o conhecimento ou a forma de treinamento, ou as pistas, além do manejo oferecido eram piores e hoje eles seriam também animais de 16 alto ou 17 baixo?

- Será que ninguém viu El Shady Zorrero, Lider , Mr Jay Bee Dee, Shady Leo , Leo Cath Bid, dando 17 baixo e cavalo fechado corrida que tentaram no tambor e quase matou treinador?

- Será que ninguém vê que tem haras e treinadores que conseguem com sua capacidade de manejo e treinamento fazer até burro dar 17?

- Será que não é perigoso trazermos só as linhagens da moda dos EUA, que são especialistas em Marketing, pois eles só treinam as linhagens da moda, e é lógico que só ganharão animais das linhagens da moda, não é ?

- E mais, até onde sei Dash Ta Fame foi muito pro tambor porque não deu nada na corrida e ficou barato pra comprar, porque tamborzeiro lá só compra os refugos. Corona Cartel foi muito menos e por isso não se vê no tambor, será que não é porque são mais caros? Será que não seriam melhores?

- E falando do Dash Ta Fame, porque ninguém traz um garanhão Tiny Gay, o avô desse fenòmeno para fazermos base do mesmo nível?Inclusive tivemos o Tiny Cobra, será que alguém sabe disso?

- E falando sobre linhagens, sei que o Firewater Flit é filho de uma égua que foi fenômeno em provas e produção , e o Frenchmans tem quase o mesmo acasalamento do Bozo que foi fenômeno no tambor nos anos 90 com a Kapy Alen. Agora vai ver a linhagen dos avós maternos destes animais, não tem nada a ver com o que estamos trazendo, será que o melhor não esta ficando lá ?

- Porque no Brasil ninguém esta falando e refrescar sangue com PSI? Se cansamos de trazer isso dos EUA, e vemos as vezes até animais PSI correndo tambor? Será que é porque ficaria fácil e muito mais barato fazermos ótimos animais a um custo muito menor visto que o PSI no Brasil esta quebrado? A mas ia me esquecendo, lá é TB e isso muda tudo não é ?

- Quanto aos animais de trabalho dos EUA, tenho uma dúvida também, a seleção de animais de apartação e rédeas é muito mais avançada que a nossa, a especialização de linhagens é cada vez maior, tanto é que muitos dizem," tem cavalo de apartação que vem ao Brasil hoje que se não apartar só serve pra puxar carroça", e fico em dúvida se podemos comparar aquelas linhagens de trabalho com as nossas mais antigas, uma porque temos bem menos consanguinidade, e outra que quando perguntamos aos americanos sobre isso será que eles conhecem nossas linhagens de trabalho ou pensam na deles?



-Não quero discutir se A é melhor que B ou vice versa, mas gostaria de discutir novas questões, talvez alguém mais pudesse esclarecer minhas dúvidas..

Obrigado

Bruno

09/05/2010
Eu

Para mim um cavalo tem que ter 50% de corrida 25% de trabalho e 25% de conformação.

Pq Um cavalo de tambor tem que correu muito 50% de corrida mais tem que vira e ser abilidoso 25% de trabalho

e tem que ser bonito para ninguem quer treina e compra cavalo feio 25% de conformação rsrsrsrs

abraço Tomas
08/05/2010
corrida

Não me venha fala q trouble, dans boy, failas são cavalos de corrida... para com isso... Eu nao contesto q o melhor cruzamento do tambor da historia eh shady leo e trouble, pra fazer 18 segundos ou 17 alto... eskece 17 baixo e 16 alto com shady leo, eskece shady leo com trouble... isso ja passou, foi importante um dia... hj morreu... Shady Leo com Trouble já era... Esse é o passado e nao futuro... O nosso futuro é o que acontece hj na america... Pelo amor de Deus, suja barriga de egua apollo, ease, fame e flit pra colocar shady king times??? para com isso gente, coloca shady brown em egua fame...uhauhauhauhuahu Piada... O two brothers tem o shady king times, shady leo com trouble, garanhao muito produtor, tem varios filhos ganhadores... Mas seu proprietario entende q ele é passado, por isso importou Aim ta Fame, um Dash ta Fame muito do meia boca, q nao tem a minima chance de ganha prova grande aberta no brasil e q seu filhos sao feios e fininhos e nunca produziu nada.. msm assim o two brothers prefere direcionar sua producao a aim ta fame e deixar king times em segundo plano... e veremos q msm feios, os filhos de aim farao tempos mais baixos q os de king times... q sao dificeis de passar mais baixo q 18...
08/05/2010
Denio Melo

Vc esqueceu de citar animais de trabalho q correm com tempos abaixo de 17,500 com certa facilidade como, ST TAPIOCA , DAFNE LITTLE, MISS FRECKLES BALDY , IMAGINE LIDER , ST SUKITA e etc...
08/05/2010
carolina

Lendo todos os comentarios, e acompanhando os leilões, refleti o seguinte:



Considero que todos tem o direito de particpar dos 3 tambores com o QM da linhagem que cabe no seu bolso, sim senhores, pois pra termos um animal top 10 temos que ter uma infraestrutura, um otimo cavalo, um otimo treinador, uma alimentação de excelente qualidade.... MAS são os proprietarios de animais de menos velocidade e valor que enche os recintos de provas, a menos de 5 anos atras quando não existia os niveis em D, eu notava baixa presença de cavalos não TOP, e alguns regionais ate paravam de fazer prova , pois os competidores não estavam indo, pois eles chegavam e estavam la os top 10, ninguem queria engordar premio de ninguem, quando viram isso, começaram adaptar os D em todas as provas, quando uma pessoa fala se vai ter prova se nao tiver niveis em D os competidores nao estao indo.

RESUMINDO:

teremos sempre animais de diferentes linhagens, raças, nas competições, e todos tem q intender que tendo o melhor cavalo ou o pior devemos ter a oportunidade de participar.

Hoje muitos compram cavalos pensando no terceiro D, pois sabem que o animal que roda 17 ( e ate os q ja fizeram 16) precisando de um investimento enorme, começando basicamente pelo preço do animal geralmente acima de 100 mil reais.



Portanto uma prova não é feita apenas dos melhores, e sim dos demais, visto isso que ja ate pediram pro Tomas aumentar os niveis D da prova amigos,



07/05/2010
daniel

Para de querer queimar os cavalos de trabalho o cavalo linhagem de corrida si não vira o tambor ou não for bom jockey vai fazer o que laço bezzero, apartação, working cow horse, laço cabeça ou pé?
07/05/2010
rodrigo

falei do frenchmans porque o cruzamento dele tem 75%corrida e 25%trabalho. acho essa % uma boa escolha para animais de tambor visto (+-) o sarambu da simone que tem 50% de cada um.

mais os dash ta fame e streakin six minhas linhagem preferidas.

abracos

rodrgo
07/05/2010
r

muita gente esquece que muitos animais que sao tidos como "pilares" dos cavalos de trabalho sao de linhagem de corrida alguns exemplos sao trouble, dans boy, failas, shugar daddy... e vai nessa linha... vemos hoje que essas matrizes com essas linhagens de corrida que deram coisa boa no tambor é o melhor cruzamento... ou alguem contesta que um dos melhores cruzamentos para o tambor e baliza da historia eh shady leo em egua trouble?

Para mim, esse que é o futuro... pegar eguas com linhagem de corrida boa (como apollo, holland easy, dash ta fame, fire water flit etc) e cruzar com alguns animais modernos de trabalho... frenchmans, lider, king times, shady brown, pocodo e companhia...
07/05/2010
Thomas Souza

Sobre o VF ir pros EUA correr, la nao existe prova para cavalo maduro fora o rodeio. Os cavalos novos tem grandes provas ate os 5 anos, os bons vao correr o circuito de rodeios os outros somem, caem nas maos de um amador e por ai vai.



Por isso o VF nao tem onde correr com o Monzinho por la. Uma pena, mas e a verdade.



Abs
07/05/2010
maeda

Descordo, pois o FG é um granhâo diferente e saibam que frenchmans ja estão chegando no brasil! E que seja bem vindo, pois isso é muito importante para o esporte!

Pois o FG é justamente indicado para o acasalamento com femeas de velocidade, pois é so conferir no site do FG e visualizar as matrizes do rancho...

E digo mais, o Thomas deveria levar o VF para correr nos EUA para mostrar para os americanos a nossa qualidade de treino e tambem o nosso animal referencia de tambor!
07/05/2010
Dornelles

Abraços ao leitores deste blog.

Acho essa discussão muito boa, sobre trabalho Vs corrida. Temos aqui no Brasil linhagens de trabalho consagradas no tambor, Shady Leo, Mr. Jay Bee Dee, Trouble Two Times, Doc's Gamay, Sanjay, Lider e isso não pode ser desconsiderado. Essas linhagens, além de habilidosas são muito rápidas também e não devem ser descartadas para quem pretende produzir e competir com cavalos de tambor. Outro ponto de discussão é que as linhagens de corrida dos EUA que está no tambor já está sendo testada faz muitos anos e está bem adaptada. Talvez são animais que possuem índice de velocidade mais baixo e de bom temperamento. Com isso, nós brasileiros temos que descobrir quais as nossas linhagens de corrida que darão certo no tambor, quem está saindo na frente aqui é a linhagem Apolo e Holland Ease tanto no tambor quanto na vaquejada, que é uma modalidade de velocidade que não existe no EUA. Então minha gente, vamos fazer os cruzamentos que cada um acha que dará certo aqui no Brasil e temos que lembrar que um cavalo bom mora bem longe de outro bom cavalo, seja ele da linhagem de corrida ou de trabalho.
07/05/2010
escritor do comentario

Comentando sobre o q "r" falou, ele tem razao em apontar td esses animais de trabalho que baixaram o tempo de 17s500... Mas eles foram extraidos em meio a MILHARES de cavalos de tambor com linhagem de trabalho, já o mesmo "r" que com certeza é estudioso da raça, consegue inumerar a mesma quantidade de cavalos fechados na corrida que baixaram de 17s500, só que ele vai extrair essa quantidade de corrida em meio a 50, 100 animais de corrida... A proporção é que esta em questão... A proporção é esmagadoramente favoravel a corrida... E ninguem quer sujar barriga de égua de corrida colocando garanhão de trabalho. Indo ao ponto do "engraçado" que é derrubar, cavalo ruim derruba tambor, isso vem do treinamento, conheco alguns cavalos de corrida q sao treinados nos EUA e vem pro brasil e nao derruba tambor nao meu amigo... Os treinadores brasileiros estão por fora do treinamento de animal d corrida... Poucos sao os que sabem, como vc pode ver os que ganham, victory fly, nao derruba, monzinho sabe treinar animal de corrida... olha pra v se os dele derruba... olha os importados TREINADOS pra v se derrubam... e mesmo o animal de corrida ruim ou mal treinado, se não derrubar, ganha. Continuando, tenho que descordar completamente de vc, contra fatos não ha argumento, como vc disse obviamente que animal de trabalho ja deixou de ser a linhagem de tambor... Esquece trabalho no tambor, linhagem de corrida q é linhagem de tambor... E não me venha falar em 15 anos pela frente, 2 a 5 anos o cenario será completamente outro... Olha a quantidade de importacao de animal fechado em corrida, animais ganhadores nos EUA q vem pra ganhar aqui tambem... Animal d trabalho serão os q restam hoje em dia, q daqui a 15 anos ja morreram... Quem em 2010 tem coragem de cobrir suas matrizes com animais d trabalho para tambor, estao na contra-mao do mundo. O novo horizonte ja foi fixado... Vamos ao "rodrigo", rodrigo vc tem toda razao no que diz, porém não sei se concordam comigo, mas o Brasil começou a febre dos importados de corrida por DESIGNER RED, q gera animais bravos e muitos americanos nao gostam, depois da febre de Designer, o brasil comecou a febre por DASH TA FAME e FIREWATER FLIT, percebemos que hoje se vive uma nova febre, Q PULOU O FRENCHMANS GUY, naturalmente a febre apos fame e flit, seria de frenchmans, mas nao é a realidade atual, a febre q esta começando no Brasil é por BULLY BULLION... Acredito que o Brasileiro quer menos ainda o tal garanhao de trabalho americano o shady leo americano Frenchmans Guy... Ninguem tem importado frenchmans guy... Tem importado eguas bully bullion, firewater flit, prenhas de frenchmans, e ai pra v o q da... Mas o interesse é menor...

A era dos Shady Leo, Cromitas, acabouuu... Iniciamos a era dos Dash, Specials, Streakins...
07/05/2010
Maeda

Primeiramente gostaria de parabenizar esse blog, pois gera muita discussão e com isso faz-nos refletir, quanto a essa linhagem ou aquela linhagem sempre teremos longos debates, quero aqui expressar minha opinião...

Muito se depate sobre os animais e pouco se fala nos profissionais envolvidos diretamente com os animais, pois o que falta em nosso pais é a cultura do cavalo, ou seja pois até mesmo vai ai um tópico para esse blog, pois deveriamos ter uma instituição, aliás até temos a associação de treinadores, mas aqui faço uma pergunta quem homologa ou avalia esse ou aquele treinador? Devem estar pensando mas o que tem haver com o tópico? Tem muito haver, pois nos dias de hoje com tantas importações, com uma ótima qualidade genética, será que temos profissionais habilitados e conscientes para ter essa ferramenta de trabalho em mãos? Até mesmo sobre os tempos dos animais, será que alguns animais não melhorariam seus tempos se tivessem tratamento de atleta mesmo, com atenção especial a eles, pois é muito evidente que alguns animais e digo que são poucos que tem um acompanhamento especial desde o haras ate o momento da passada?

Será que esses detalhes fazem alguma diferença?

Tambem digo que esses mesmos profissionais digo treinadores, melhoraram muito, pois em meados de 95 tinham proprietário que tinham a ideia da velocidade para o tambor, mas nessa epoca os treinadores não queriam animais mais trabalhosos de treinar... Acredito eu que devemos tbem fazer uma avaliação de individuo, pois como dizem O QUE É BOM NASCE PRONTO e craque é craque independente da linhagem e é ai que entra o profissional da sela que sabe explorar o que tem de melhor seu animal dentro de pista, tecnicamente digo e não por outros meios´...
07/05/2010
Thomas Souza

Frenchmans Guy e o Shady Leo americano. Mas por la ele e uma excecao nao a regra. E o UNICO e por sinal o #2 do ranking de reprodutores de 3 tambores que tem linhagem de boi, mesmo assim com alguma coisa de corrida como e comum ao QM.



Outro numero importante - para se ter uma ideia da superioridade do Dash Ta Fame, os premios de seus filhos foram de US$980,135 em 2010 vs US$241,971, ou seja quase 5x maior que os do Frenchmans Guy.



Ele e o unico dos 25 garanhoes listados de 2010 com sangue de boi.



Sem duvida e um grande animal e reprodutor e merece todo credito e respeito. Mas como nosso amigo disse, sera que o mercado vai apostar em excecoes daqui para frente ou numa regra cada vez mais evidente?



Repito o que ouvi nos EUA durante minha visita - a maioria esmagadora dos competidores por la so querem a linhagem de corrida para o tambor pelo motivo simples de ser uma prova contra o relogio, e ai velocidade e fundamental. Logico que cavalos com indice elevado com 100+ nao deveriam estar na lata, mas o descarte da corrida e a melhor opcao para o tambor.



Mas so o tempo vai dizer se essa percepcao muda ou nao aqui no Brasil. Entao esse debate so vai ter resposta de fato daqui a 3-5 anos...talvez um pouco menos! Veremos....
07/05/2010
rodrigo

bom dia, no EUA o 2 reprotutor de tambor 2009 foi o frenchmans guy que tem trabalho, e escutei falar que em 2010 os filhos do french vem para arrebentar inclusive ganhando um futuries recentemente e comecaram a correr nas corridas nos EUA.

abracos

rodrigo
06/05/2010
engraçado

é uma discussão que não terá fim. cavalo de trabalho pode não dar tempo, mas não derruba tantos tambores como os de corrida. eu tenho os dois. conheço alguns proprietarios que tiveram e tem animais de corrida que não serviram para nada no tambor. contra fatos há argumentos. a linhagem de trabalho não é e nunca deixará de ser a linhagem do tambor. há pelo menos uns 15 anos para que a corrida mostre resultados consistentes, ano após ano para comprovar a linhagem. não basta 2/3 anos para fixar um novo horizonte.
06/05/2010
r

Eu concordo com muitos pontos colocados, mas discordo quando voce diz que sao muitos poucos animais de trabalho que abaixam de 17.500

alguns nomes vieram rapido na minha cabeça como a miss star red que voce colocou, dafne, imagine lider, lider jr, outlow bee dee, dama bar jay, geraldos bee dee, st tapioca, indiana bull, dans brown, tundra agae e muitos outros... esses sao so alguns que vieram rapido na minha cabeça.

Eu acho ainda que o mais certo é colocar corrida embaixo e trabalho em cima (o que é muito difícil de acontecer porque quem tem uma égua de corrida acha que está disperdiçando se cobrir com um animal de trabalho) o que acontece as vezes é colocar corrida em égua de trabalho, que já está provado que também é muito bom.

Normalmente, animais fechados em corrida são excelentes, para aberta, dificilmente se ve um bom desempenho com animais fechados em corrida com amadores (de verdade), jovens, etc.

Torço para que em um futuro próximo os preços do quarto de milha volte ao normal, pois, princimalmente, a linhagem de corrida está muito a cima do que vale. Isso acontece por conta da procura grande para a pequena demanda, mas, com o tempo isso vai se estabilizar e o mercado vai ficar mais viável, fazendo assim, com que mais pessoas possam ter acesso às boas linhagens de corrida.
06/05/2010
Exceções

Fui eu que escrevi esse post. Queria deixar claro um ponto antes que todos os comentários venham a se embasar em cima das exceções...

Não me venham falar em ST Tapioca, que é fechada no trabalho e ganha de todos os de corrida, bla bla bla, bla bla bla...

Se formos discutir exceções a conversa não vai pra frente... Temos que entender q não é pelo Hobby q ela é boa, não é pelo Trouble que Sukita é boa e não é por Briganlena que Lena Leo é boa... Cajuina q é um produtora completamente fora no normal e não só por ser Shady Leo, é pelo individuo diferenciado q Cajuina é... qualquer animal nela é bom... Então queria deixar esse exemplo para que os comentaristas não se apeguem as exceções... Vamos discutir o fato que a proporção de animais de trabalho em relacao aos de corrida que correm abaixo de 17s500 é extremamente favorável aos de corrida...

E também deixar um ponto de vista meu, já que Luan comentou sobre desempenho de reprodutor de Top Firewater quando comparou Firewater Flit com Shady Apollo Bars...... Os Top Firewater que temos visto em pista, realmente são muito bons, muito bons msm... Viram o tambor muito bem mas num ponto temos q concordar eles não correm na volta, eles não são corredores de volta, perdem muuito rendimento na corrida... Talvez pela cruza do ZD q coloca Top Firewater nas eguas de trabalho... será q se eles fossem fechados em corrida, colocado em éguas de corrida, não seriam melhor ainda? Não correriam mais? Pq suas viradas não vem das mães vem de Firewater flit, q viram bem por natureza...
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos