Um Manifesto sobre a 3 Etapa APTB
06/04/2009
« Voltar

Recebemos este e-mail sobre a 3 Etapa da APTB e achamos pertinente a sua publicacao. Precisamos ouvir mais os competidores para que possamos melhorar sempre, seja uma prova da APTB ou da FNSL ou de qualquer outro grupo que organize provas. E os competidores precisam tambem saber receber criticas e melhorar a sua postura quando assim for necessario. Se a pessoa que escreveu der permissao de colocar o nome dela, colocamos. Mas como os pontos levantados foram ventilados por varias pessoas durante a prova, achamos que a divulgacao do manifesto e muito importante.

Criticas construtivas e bem colocadas devem sempre ser feitas e respondidas.


3a. ETAPA DO 5º CAMPEONATO DA APTB PRIMA PELA DESORGANIZAÇÃO LAMENTÁVEL


Prezados Senhores

Somos frequentadores assíduos dos campeonatos da APTB desde seu início com a primeira prova no Haras HS em Araçoiaba da Serra. Eu e minha família procuramos sempre prestigiar a Associação que nasceu com ideais respeitáveis pois acompanhamos o início da mesma. Sabemos das dificuldades de congregar tantos competidores, motivos pelos quais abstive-me de fazer críticas, pois, a meu ver, os dirigentes estariam tentando achar soluções plausíveis para minimizar os problemas.

Porem, após o lastimável desrespeito a todas as pessoas presentes na prova do dia 27 a 29 de Março corrente, venho através deste e-mail manifestar a minha decepção, descontentamento e indignação face aos fatos ocorridos:


1 - Desde o jack-pot do Tambor, no dia 27, o locutor oficial Sr. Edson informava aos competidores que não mais seriam aceitas inscrições no dia da competição. Que tal procedimento visava facilitar o conhecimento da ordem de entrada, agilizar a prova, melhor organizá-la. Dizia, repetia, frizava etc...

Tal fato ocorreu também no dia 28 e, no dia 29, o mesmo informou que vários competidores haviam elogiado a decisão tomada, pois a lista afixada com a ordem de entrada para o tira-teima, além de agilizá-lo, beneficiava cavalos e cavaleiros.

PURA FALÁCIA: O locutor e a equipe da prova faziam o lamentável "papel de palhaços", pois enquanto era constantemente anunciada a "suposta decisão", membro(s) responsável(veis) pela associação autorizava(am) inscrições até momentos antes do início da categoria. Os competidores que, ingenuamente, acreditaram na medida tomada, faziam também "papel de otários"; a diretoria da APTB também fazia "papel de idiota", pois, perdia-se na ocasião, todo e qualquer respeito pela autoridade e confiabilidade da mesma.

Vale também relembrar o fato de que no Regulamento inicial deste 5º Campeonato havia sido adotada a regra de que participariam da Categoria Feminina somente as competidoras que já estivessem acima de 14 anos. Mediante pressões de alguns pais de competidoras da Categoria Junior e interesses de outros, a diretoria resolveu simplesmente rasgar, ou melhor, jogar no lixo o referido regulamento que, no mínimo, deve ter custado algumas horas de reunião e de tempo daqueles que tem o anseio (ou esperança) de organizar competições responsáveis.

NOTA: Cabe aqui destacar que a Equipe de Arbitragem também teve a sua autoridade achincalhada, pois, conhecendo um pouco o senso de responsabilidade dos juízes oficiais, os mesmos se deram ao trabalho de ler e estudar o Regulamento. Porém, na "Hora H" muda-se tudo. Afinal de contas, para que serve o regulamento, não é mesmo?


2 - Eliminatória do 2º Brazilian Open Championship.


Pergunto: - É o Primeiro Campeonato? Não, haja vista que é o SEGUNDO.


- Onde está o Regulamento? Pelo menos, o do primeiro?

- Como, em sã consciência, os competidores são convocados para uma reunião após o término da prova no dia 28 para decidirem as regras a serem adotadas? Reunião esta aparentemente improdutiva, pois no dia seguinte, dia 29, antes do início da eliminatória voltam a convocar os mesmos para, finalmente (????) entrarem em acordo com quais cavalos correriam.

- Para ajudar, houve um empate no 10º lugar entre dois competidores. Interrompe-se a prova, por meia hora, para decidir qual o critério de desempate. Decide-se que ambos correriam. Após aproximadamente 15 minutos em que os competidores estariam, supostamente, sorteando os animais, o público presente é informado de que a regra havia sido modificada: os dois competidores disputariam novamente o melhor tempo para o desempate. Para-se a prova novamente. Competidores correm. Para-se de novo a prova para o sorteio dos animais.


Ou seja, entre o térmimo do Tira-teima e as 52 passadas (40 iniciais, 2 do desempate e 10 da classificatória) e o início da modalidade 6 Balizas, decorreram mais de 3 (TRES) horas.Será que deveríamos ficar contentes pois na prova inicial do Haras Raphaela a Lista do Tira- teima demorou quase 5 (C I N C O) horas para ser divulgada??? Bom, tínhamos que esperar os competidores que ligaram, dizendo que estavam vindo para participar, não é mesmo???????


(N.B.- Tenho a filmagem para comprovar)


PREJUDICADOS:

- Competidores e Treinadores: cansados, entediados, desrespeitados,

perdidos em meio a tamanha desorganização;

- Animais: submetidos a condições insalubres tais como baias sem sombra,

sem ventilação, que mais pareciam saunas, bebendo água quente, se

alimentando com feno e ração quentes, aumentando o fator de risco de

cólicas, inalando poeira por 03 dias;

- Público presente: forte calor, má alimentação (junk food), cansaço físico,

expectativas frustradas, crianças irritadas. (E olha que eu nem me refiro à

minha condição de deficiente física!!);

- APTB: desacreditada, dando mostras de desorganização;

- Equipe de Arbitragem: A autoridade dos juizes da prova é desrespeitada.

Fazer o que? Que Regulamento seguir? Onde estão documentadas as

regras? Que regras? É de dar dó.

- Público da Internet: Que beleza de prova!!!! Parecia até o trânsito da cidade
de São Paulo em dias de chuva.


3 - Por volta das 15 horas, face ao exposto e tendo minha filha batido e machucado o ombro, sentindo dor, em virtude do escorregão da égua no 2º tambor na Categoria Feminina (vale notar que foi grande o número de cavalos que escorregavam no 2º e 3º tambores, porém sou leiga no assunto; deixo para os entendidos), decidi me retirar antes do início das 6 Balizas. Porém, minha filha pediu para que ficássemos pois a mesma está pontuada no Campeonato, me informou que havia apenas 4 (QUATRO) competidores inscritos (conforme lista divulgada e fixada na noite do dia 28 de Março) a chance de uma boa colocação era grande e, se ela perde-se esta etapa, diminuiriam as probabilidades de se classificar no referido campeonato.

Decidi então aguardar o início das 6 Balizas. Triste Engano.

Ao iniciar a Categoria Jovem, após a entrada dos 4 competidores inscritos, simplesmente foram sendo chamados mais 8 (OITO) competidores, totalizando um total de 12, deixando público e notório que as inscrições foram feitas depois de encerradas. Cabe aqui perguntar:

Quem autorizou?

Por que autorizou, se durante toda a prova foi dito e redito que só seriam aceitas inscrições até o dia anterior?

N.B.

- Em momento algum os 4 competidores foram informados de que teriam que disputar com mais participantes. Os 3 primeiros competidores derrubaram 1 baliza, a 4a. competidora inscrita, acreditando ser a última, apenas conduziu seu animal, ou seja, todos administraram a prova baseados na lista divulgada. Bastante comodo para aqueles que fizeram as inscrições antes do início da categoria, pois a maioria dos competidores sabe das vantagens de ser um dos últimos da folha.

- Quem será responsabilizado pelos danos impostos aos 4 competidores face a decisões baseadas em informações errôneas? Pela ridicularização a que foram submetidos os competidores que, ordeiramente, cumpriram e acreditaram no Regulamento do 5º Campeonato?

FINALIZANDO:

Um dos quatro competidores e sua família reriraram-se do recinto, em protesto, não aguardando a sua premiação.

Minha filha, mesmo sentindo dores no ombro, aguardou a premiação, porém não subiu no palanque da premiação e quando questionada sobre o motivo, a mesma respondeu:

- "Não sou hipócrita"

CONCLUSÃO:

- Serão levadas em consideração as críticas procedentes e fundamentadas que aqui deixo registradas?

- Devo incentivar minha filha a continuar a participar do esporte, baseada no difundido argumento de que "Esporte é bom para o corpo e a mente"?

- Devo continuar reforçando o ensinamento de que devemos respeitar as outras pessoas, as leis, os regulamentos que disciplinam a vida em sociedade?

- Devo acreditar que medidas ponderadas serão tomadas e mantidas para também disciplinar as futuras competições?

- Por que será que me veio à mente a figura do "Eremildo" personagem da coluna escrita por Elio Gaspari no jornal A Folha de São Paulo?

Atenciosamente,






Comentários
» Enviar seu comentário


23/04/2009
André Ribeiro

Gostaria de comentar um fato ocorrido na ultima copa dos campeões, minha filha de 10 anos participou pela primeira vez de um evento abqm, (congresso e nacional) e se classificou nas duas oportunidades para a copa, e assim que chegou os documentos ja enviei por fax a inscrição, passado alguns dias veio a noticia do adiamento da prova, quando definiram nova data entrei em contato com a abqm e me informaram que quem ja tinha enviado documentos não precisaria mais enviar, fiquei tranquilo. Depois de alguns dias fui consultar o site para ver quantidade de competidores, para minha surpresa não vi o nome da minha filha, de imediato bateu o desespero, pois ja teria passado o periodo de inscrições. Fui verificar e me informaram que eu na havia passado fax algum. Sincera foi terrível, tente se imaginar na pele de um Pai tendo que falar pra uma filha de 10 anos que ela não poderá correr pq o nome dela não está na lista. Não para culpar ninguém, mas sou favoravel a criar mecanismo para que as inscrições sejam feitas até o momento do inicio das provas, pois imprevistos ocorrem.
13/04/2009
Japonês

APTB. Existe grandes criadores de cavalos, pequenos criadores e todos busca um só propósito. Vencer !!! Hoje a internete é um meio mais rapido e muito mais facil. Seria muito interesante aptb fazer suas inscrição, via internete e não aceitar inscrição no dia do evento. Ai este evento ja saberia quantos cavalos ia correr , ja estaria uma lista das categorias e horario pra começar e ondem de entrada. Eu entro quase todos os dia no site da aptb, não vejo mudança lá. Tem que ter alguem pra sempre estar atualizando o site com noticias novas e videos tbm.
12/04/2009
Leandro Chaves

O homem, seja em que segmento for, demonstra a sua dimensão quando recebe criticas e elogios sem mexer com o seu emocional. Depois de ler os comentários, não vi, desculpem, explicação para uma situação que foi o cerne de toda a discussão: "por que anunciar uma regra e esta mesma regra ser quebrada ?". Erros em organizações de eventos podem ocorrer a contecem, todavia, "mudança de regra durante o jogo" já demonstra outra situação inexplicável ! Fosse assim em todos os esportes ficaria fácil "acomodar" situações para beneficiar fulano ou beltrano. Se uma regra foi estabelecida, TEM QUE SER CUMPRIDA !

Antes de qualquer retruque ao comentário, seja por expert ou outro tipo, digo que "quando um esporte perde a credibilidade, seus competidores se vão e o esporte morre em benefício dos amadrinhados e apadrinhados que, sozinhos, somam meia dúzia de gatos pingados e naõ sustentam o esporte" ! Quem organiza as provas pode ser uma Associação, mas quem "paga as contas de toda a beleza do esporte são os competidores que individualmente sustentam seus animais e infra-estruturas.

Corrida de tambor, baliza, não é um esporte barato e quando investimos R$ 30 mi, 40 mil, 50 mil em um cavalo e mais uma infra-estrutura para acompanhar as provas, revela seu custo quando "a credibilidade das regras são quebradas" e, todo esse investimento migra para outras modalidades onde as regras são claras e PARA TODOS.

09/04/2009
Barbara

Cabe informar aos leigos que não estamos falando de GENÉTICA EQUINA,e em nenhum momento fizemos COMPARAÇÕES com as pistas dos EUA e sim da DESORGANIZAÇÃO DA PROVA.Essa é uma crítica construtiva e não destrutiva.!E se a ABQM pode realizar um campeonato de dimensões tão grandes como um Nacional,com uma lista de TODAS as modalidades e TODOS os competidores com antecedência,porque uma associação como a APTB não consegue?E informamos que as críticas foram feitas diretamente a secretária da aptb no dia da prova,e não só nesta etapa,porque em várias outras etapas já ocorreram problemas com listas de competidores!É fácil ver a prova pela internet e não reclamar da demora,calor,entre outros fatores.Fora as condições sub-humanas a que são submetidos os animais.Pessoas que não notam o problema que geram as inscrições feitas de última hora deveriam ficar no lugar dos competidores,ou melhor pensem se a cada segundo uma pessoa entrasse na sua frente na fila do banco,isso não os irritaria?Agradeço a atenção.!
08/04/2009
Thomas Souza

Sobre o comentario do organizador de provas uma palavra: Brilhante!



Parabens por comentar com lucidez os problemas e ser parte da solucao.



E isso que precisamos ver. Pessoas que pensam em solucoes e as implementam.



Acho que todos querem provas melhores mas poucos estao tomando a atitude de mudar com medo da consequencia.



Um ponto importante e acabar com inscricoes feitas na hora nas provas grandes. O competidor reclama da lista de entrada mas nao se da conta que ele e o responsavel pelo fato dela nao existir?



Se o Congresso ABQM consegue ter uma lista das inscricoes com semanas de antecedencia, pq os organizadores da provas grandes nao podem conseguir o mesmo?
08/04/2009
Apenas um organizador de eventos

Sou um organizador de eventos a mais de 10 anos, tenho experiencia para falar e para comentar qualquer assunto relativo a organização de provas. O que eu acho muito estranho na cabeça das pessoas que participam das provas é que a organização seja ela uma Associação ou prova Particular, fazem as coisas para prejudicar os competidores, fazem coisas para não dar certo, fazem coisas erradas para todos sairem falando mal. Ora as pessoas que vão nas provas devem ir com o espirito desarmado. Falhas ocorrem durante um evento e tentam ser corrigidas as vezes a tempo, as vezes num proximo evento. Ninguem trabalha para prejudicar ninguém. Pense vocês que fazer um evento de grande porte não é facil, envolve diversos itens, se vocês tivessem a noção de um check list de organização de 1 evento, seja ele de tambor e baliza, seja de apartação ou rédeas, ou de provas de laço, teriam noção das providencias que são tomadas visando bem estar de todos, cavalos, cavaleiros, proprietários, tratadores, público visitante e etc... A impressão que temos quando recebemos criticas muitas vezes ofensivas e sem nenhum conhecimento técnico, ficamos com a impressão de não estarmos organizando um evento e sim estamos lá para sabotar os participantes. Falhas sempre irão ocorrer pois infelizmente nosso eventos são no Brasil, organizados na maioria das vezes por abnegados que doam seu trabalho em prool de algo maior e melhor. As vezes as criticas são feitas em cima dos organizadores tomando como base as provas realizadas nos EUA. Sabe é uma comparação injusta e muito cruel por parte dessas pessoas. Aqui no Brasil as coisas acontecem na maioria das vezes na base do improviso. Veja vocês uma coisa bem simples que utilizamos no Brasil que a maioria das pessoas não dão importância numa prova. Estou me referindo ao Rastelo que é usado para reparo de pista. Aqui no Brasil desde que me conheço por gente é o mesmo rastelo (retangular ou triangulo - puxado por trator), na maioria das vezes não é o ideal para o tipo de piso da pista na qual ele é utilizado. Nos EUA os rastelos são de acordo com a pista, tem rastelo de reparo para as provas e tem rastelo de manutenção da pista no dia a dia. Todos tem regulagem de altura dos dentes (aqui a regulagem é feita no hidraulico do trator), alguns mais modernos tem sistema laser para deixar o solo igualzinho em todas as partes da pista, pois a preocupação em manter as condições de pista iguais para todos é importantissima. Enfim o Brasil esta avançando em genetica já adquirindo cavalos de ponta nos EUA, basta ver DESIGNER RED, MISS FORTUNE FOOL, filhos de DASH TA FAME e etc... para melhorar a criação no Brasil, porém a industria não abriu os olhos para equipamentos e técnicas que visem melhora as pistas, temos já algumas arenas cobertas de otima qualidade, porém não temos especialistas na preparação do solo dessas pistas (aqui impera o achismo, palpites as vezes bem intencionados, porém sem conhecimento técnico). Voltando os EUA lá temos um cara chamado BOB KYLLER ele apenas é o responsavel contratado para manter em condições perfeitas a pista principal do State Fair em Oklahoma City, onde são realizadas as maiores provas dos EUA, tanto de Rédeas, Tambor, Mundial da AQHA (com todas provas que ela organiza), Mundial de Laço em Dupla da USTRA.

Emfim temos muito que caminhar ainda nessa industria chamada cavalo. Problemas irão ocorrer ainda na maioria das provas, porém acho que devemos todos serem menos criticos e mais participativo. Pois se não fazemos parte da solução, fazemos parte do problema.
07/04/2009
O Observador do Tambor

Reservo-me no direito de não me identificar para não sofrer retaliações. Sou criador de cavalos há 20 anos, portanto, acompanhei todas as nuances que o mercado vivenciou neste período. Acompanho o trabalho do Marcelo Delchiaro desde as provas que ele promovia em prol da raça Appaloosa na Hípica de Botucatu. Naquele tempo, os eventos que ele patrocinava sempre foram diferenciados, inovadores, características que ele levou para a APTB.

As provas de Tambor são divididas em antes e depois da APTB, e as pessoas devem reconhecer isso! É muito fácil criticar quem é empreendedor e atua na vanguarda. Mas o mercado deve muito a Marcelo Delchiaro, pessoa reservada e que ouço dizer que é advogado de renome na área de precatórios, cujo hobby é o cavalo, por causa do amor da filha Sofia, ou seja, um sujeito que não precisava se desgastar com picuinhas...

Achei equivocado este e-mail, que causa uma reverberação tosca! Os “prejudicados” deveriam se reportar a APTB e, daí sim, esperar respostas. Se elas não vierem, daí sim outras providências deveriam ser tomadas.

Há falhas, sem dúvida. Mas os acertos são muitos. Principalmente depois que a APTB virou NBHA Brasil, com eventos internacionais. Assim, não só os cavalos do Haras HS se valorizaram. A minha tropa se valorizou, a tropa da Nossa Senhora de Lourdes também, a do Paulo Farha também...]

É momento de união e não segregação. Quem move o mercado de Tambor hoje são os proprietários, que moram na capital e tem um ou dois cavalos, sem dúvida! Mas estas pessoas não vivenciando o cavalo. Meus amigos, cavalo é história, é passado e é futuro. Não basta ter um cavalinho, que pagou caro pelo mesmo, e querer esbravejar por aí. Tem que ter bom senso!!!

Dos comentários que li até agora, somente o do Tomas, o da Nanci e o do Flaviano tem fundamento. Afinal, novos proprietários, vocês já correram em Bauru ou em Avaré com chuva??? Tenham dó, né pô! Critiquem sim, mas façam melhor!!!

07/04/2009
Nanci Cordeiro Prianti

07/04/09 Façam críticas porém construtivas.



Todos vcs que estão reclamando do 5º Campeonato da APTB, estão se esquecendo das outras provas que foram, organizadas em que tudo correu bem, que deu td certo. Também fiquei chateada, com algumas coisas que ocorrem, porém fiz minhas críticas direto para a APTB, e no mesmo dia o Dr. Marcelo me respondeu, devemos trabalhar em conjunto para elevarmos os níveis das competições, e não ficarmos bombardiando a APTB, façam suas críticas direto com a Associação com certeza vcs seram atendidos.



Nanci Cordeiro Prianti

C.T.Arujazinho
07/04/2009
Thomas Souza

Criticar de forma clara e transparente as provas organizadas por entidades faz parte do jogo.



So nao vamos esquecer dos beneficios que a APTB trouxe para o tambor. E foram muitos. Nao e nenhuma coincidencia que a modalidade explodiu com o comeco da APTB. Ninguem fez mais pelo tambor nos ultimos 3 anos que a APTB.



A baliza esta com problemas serios e o problema da seletiva piorou o humor dos participantes, que ja esta ruim porque a baliza esta sofrendo da falta do interesse de todos. E isso tem sido abordado por este Blog com frequencia.



Vamos criticar e corrigir os erros e louvar e melhorar os acertos.



Assim todos ganham.
07/04/2009
Japonês

Bom dia a todos. Espero que todos que estão reclamando do 5 campeonato da ( APTB ) possa ter um pouco de bom senso crítico. Pq na verdade não é facil fazer um evento sem nenhum erro. Gostaria que todos pudesse olhar para nosso esporte hoje, e ver que a cada dia ele vem crescendo mais e mais... Mais pra isto foram feito eventos e la estava APTB fazendo com que os nossos cavalos foram fazendo nomes. Reclamar é bom e facil fazer, mais ponhar a mão na massa e fazer um evento melhor e mais organizado ai é muito dificil ! Mais para os que só reclama, fica facil ficar do outro lado e so reclamar sem fazer o esforço de colocar a mão na massa. Fica aqui o meu muito ( OBRIGADO APTB ) vcs são nota mil....... Erros existem, sabedoria para melhorar eles tem de sobra !!! A onde tem cavalo virando, tem a LAB3.TV filmando e APTB organizando.... Abraço a todos...
06/04/2009
Leandro Chaves

Em primeiro, permita-me cumprimentá-lo pelo manifesto e clareza de raciocínio que demonstra, visivelmente o seu desapontamento e em nenhum momento, qualquer atitude agressiva por interesse próprio; a sensatez e inteligência do manifesto diz tudo e nada merece de retoque.

Estamos (eu invstindo na minha filha e ela treinando para participar das futuras provas) participando deste mundo a pouco tempo e ler um manifesto desta ordem, ao contrário de desencorajar, encoraja, porque com certeza à Diretoria da APTB não cabe outra ação do que, tomar medidas enérgicas para fazer valor "o regulamento" e "suas alterações" na íntegra e para todos, sob pena de cair no descrédito e abrir oportunidade para o nascimento de outra entidade. A seriedade e isenção de intersses da associação está em jogo e por certo, persistindo tais acontecimentos, não tarda o grupamento de associados vão sair em debandada deixando vazia a associação para sua Diretoria e sem associados ! Entendam que isso não é incomum e não é impossível, até porque, quando a associação não zela pela prática ética, moral e igualitária dos associados, resta-lhe a extinção ! Não quero acreditar que a APTB vá permitir que isso aconteça, até porque, persistindo vai atender "meia dúzia de amigos" e "perder um plantel de associados".

Nós estamos iniciando nesta modalidade esportiva neste momento e estamos acompanhando todas as provas da APTB com vistas à conhecer da dinâmica das provas e resta muito claro que todos os competidores investem tempo (de treinamento e competição) e dinheiro, devendo merecer, no mínimo, respeito; o respeito vem com o respeito incondicional das regras e da aplicação sensata das suas "normativas". Quem esta na direção dos eventos deve ter todas estas regras em mente para que possam agir com eficiência e eficácia bem como à serviço da comunidade, distando das situações que deixam evidenciar "pequenos favores".

Da minha parte resta, finalmente, perguntar:

1. Esta instituição (APTB) é séria e ética ?

2. Vale a pena investir no treinamento de uma futura competidora ou devo incentivá-la a criar os seus cavalos apenas para passeios distantes das pistas onde poderá estar exposta à situações como as narradas no manifesto ?

3. A Diretoria da APTB está comprometida com a entidade ou apenas ocupando cargos por interesses e vaidades pessoais ?

4. Qual é, de fato, o objetivo da APTB ?
06/04/2009
Luis Antonio

Olá a todos!



Também concordo com os comentários feitos a respeito da prova e acho que isso deve ser utiizado de forma madura pelos criticados. O campeonato da APTB está passando por uma "crise", mas não é bem isto, é um desgaste natural do grupo como um todo, desde competidores até oraganizadores. Quando se convive por muito tempo com as mesmas pessoas vai se criando pequenos momentos de stress que vão se acumulando e um dia estouram, além é lógico que a máquina esta desgastada, a fórmula que foi um sucesso a 5 anos hoje já não é mais assim, ela precisa se renovar e se atualizar, ouvir as reclamações e evoluir, inclusive até convidando os críticos a ajudarem na melhoria do campeonato. Talvez assim todos sintam juntos na pele a dificuldade de se fazer um evento.

A evolução vem da renovação e do saber ouvir, não subam em seus próprios pedestais e se idolatrem que o tombo será certeiro, ninguém é rei para sempre. Humildade e discussão, esse é o caminho.

Vamos lá APTB!

Um abraço a todos os questionadores do país e viva o blog da FNSL, o portal oficial do tamborzeiros do país.

Tchau!
06/04/2009
ricardo

OLHA PARABENS PELO MANIFESTO ! REALMENTE AS PROVAS SAO UMA TREMENDA BAGUNCA E O OCORRIDO NESTA 3 ETAPA EH IMPERDOAVEL !!! DEVERIA HAVER UMA RETRATACAO PUBLICA PARA ESTE MANIFESTO , ISSO SEM FALAR QUE CABERIA INCLUSIVE UMA MEDIDA JUDICIAL POIS A ORGANIZACAO DA PROVA DESCUMPRIU UM REGULAMENTO , PREJUDICANDO VARIOS COMPETIDORES . O MANIFESTO TEM 100% DE MEU APOIO !!!!!!!!
06/04/2009
luiz alfredo ribeiro

bom tarde, concordo plenamente com esse manifesto e acho que a modalidade eh muito grande e forte pra acontecer essas coisas e aptb vem cometendo alguns erros como esses ja ditos nesse manifesto que sao imperdoaveis e acho que enquanto a diretoria nao se modernizar e a associacao ficar mais transparente isso nao vai mudar. infelizmente !!!!!!!!!!!
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos