Exame de Mormo: Mais Burocratico e Complexo!!!
15/09/2008
« Voltar

Agora fica claro porque a ABQM adiou o Potro do Futuro para dezembro.

Nao ia dar tempo de todos os cavalos fazerem o exame dada a burocracia (necessaria para se proteger os animais) para se tirar o mesmo. Acreditamos que ate o final de setembro, comeco de outubro, a situacao dos exames estara normalizada.

Vamos la:

1) Seu veterinario tem que ser credenciado para emitir GTA pelo Ministerio;
2) Se for, ele pede o envio do formulario ao laboratorio para resenha, que tem que ser original;
3) Depois ele pode coletar o sangue e enviar para os dois laboratorios em SP que fazem o exame;
4) O exame fica pronto em 24hrs apos o sangue ser entregue no laboratorio em Sao Paulo.

Isso quer dizer que vai demorar algum tempo para que todos possam realizar os exames...vamos ver o que acontence nos proximos dias.

VEJA ABAIXO!!!!

Em virtude do foco de MORMO identificado em SP, regras sanitárias específicas foram adotadas pelo Ministério da Agricultura:

1. Transito local e interestadual de cavalos deve ser acompanhado de exame de MORMO.
2. Trânsito internacional de cavalos fechado temporariamente.

Como fazer para realizar o exame de MORMO:

1. Por determinação da Secretaria de Agricultura somente poderão assinar como requisitantes veterinários credenciados, de acordo com a lista em anexo.(INTERESSADOS EM SE CADASTRAR DEVEM ENTRAR EM CONTATO COM OS EDAS DA SECRETARIA DE AGRICULTURA OU COM O DR. GUSTAVO CARCH DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA 11 3251-5742 OU gustavo.carsch@agricultura.gov.br )

2. A guia de requisição para o exame pode ser obtida no site www.equalli.com.br

3. Ou solicite as requisições pelo telefone 11 3031-6648.

Sobre o exame de MORMO:

1. A técnica utilizada é a fixação do complemento, de acordo com a OIE;

2. O resultado sai em média entre 24 e 48 horas;

3. O sangue deve ser coletado em tubo tampa vermelha (sem anticoagulante), enviar em isopor com gelo reciclável;

4. O sangue também pode ser alicotado e enviado somente o soro;

5. As amostras devem ser enviadas para o laboratorio autorizado, em Sao Paulo o Equalli ou o Paddock.

MORMO - Laboratórios que podem fazer o diagnóstico

BRASÍLIA - DF

DIAGNOSTIC
CNPJ: 07.867.370/0001-70
Fone: (61) 3273 2097
E-mail: diagnosticdf@hotmail.com
Endereço: SHCN CL 313, Bloco D - Loja 46
Bairro: Asa Norte
CEP: 70766-030

SÃO LUIZ DO MARANHÃO - MA

CDV - CENTRO DE DIAGNÓSTICO VETERINÁRIO
CNPJ: 03.625.328/0001-91
Fone: (98) 3244 3416
E-mail: daniel@cdvma.com.br
Endereço: Av. 13, nº 17
Bairro: COHAB ANIL III
CEP: 65050-050

RECIFE - PE

LABORATÓRIO SOCIEDADE NORDESTINA DOS CRIADORES
CNPJ: 04.772484/0001-48
Fone: (81) 3227 2801
E-mail: labsnc@oi.com.br
Endereço: Rua Costa Maia, nº 300 – sala 12
Bairro: Cordeiro
CEP: 50711-360

ACLIVE
CNPJ: 02.617001/0001-05
Fone: (81) 3453 9281
Fax: (81) 3272 6896
E-mail: robertabuonora.vet@terra.com.br
Endereço: Avenida Caxangá, 5362
Bairro: Várzea
CEP: 50800-000

MACAÍBA - RN

CLINICA VETERINÁRIA SAFFARY
CNPJ: 03.127.752/0001-06
Fone: (84) 3271 5100
E-mail: drgeorgevilar@hotmail.com
Endereço: Avenida Prefeita Monica Dantas, nº 50
Bairro: Centro
CEP: 59.280-000

SÃO PAULO - SP

HOSPITAL VETERINÁRIO LAGUNA & PIOTTO LTDA
CNPJ: 06.952.353/0001-78
Fone: (11) 3814 6697
E-mail: mariseap@terra.com.br
E-mail: sbpj@terra.com.br
Endereço: Rua Bento Frias, 248
Bairro: Butantã
CEP: 05.423-060

PADDOCK
CNPJ 02.109.167/0001-10
Fone: (11) 3031 5543
Fax: (11) 3031 2218
Email: claudia@laboratoriopaddock.com.br
Endereço: Rua Pero Leão, 149
Bairro: Butantã
CEP: 05423-060

Note do Blog: Obrigado pelo comentario Marilia!!! Vamos ver se agora as coisas melhoram!




Comentários
» Enviar seu comentário


06/11/2008
tania storani

Olá, pessoal

Minhas éguas são da raça campolina,e decidi que elas não vão sair do meu haras por um periodo de 6 meses.

Não sabemos se tem algum animal que esta com a doença incubada(não apresenta sintomas nem o exame daria positivo).

Prefiro perder as provas do que colocalas em risco.

Esperarei e para ver se isso vai parar, ou vão aparecer outros animais.

Do que adianta o exame e o laudo do veterinário se a doença estiver incubada.

Não da para saber quem tem e quem não tem a doença ainda.

Ainda mais se o cavalo morrava em S.P. na hipica.

Qual é a verdade ele veio do nordeste ou morava em SP.

Acho que todos deveriam esperar um pouco para ver onde isso vai parar.

Apesar do prejuizo resguardar um pouco mais pode ser um prejuizo bem menor.

Agradeço a atenção

Tania

Haras Pedra Alta

21/09/2008
Rafael Simões

Marília, muito obrigado pelos esclarecimentos !!!

Um abraço
20/09/2008
Marília Cunha Frayha

Eu li a pergunta do Rafael....Então é assim ó...

Eu conversei ontem com uma pessoa do Ministério e fiquei sabendo que o animal que foi encontrado em SP com MORMO é um cavalo macho, castrado mestiço PSI com American Troter que morava na hipica em SP. Esse animal não veio de outro estado, assim como foi falado no inicio, ele moravava em SP mesmo. A pessoa só não soube me confirmar se o animal era de hipismo clássico, porem esse animal participava de provas (agora não sabemos qual modalidade) e assim como os nossos cavalos de tambor, saía de casa para ir nas provas e pra casa voltava de novo após os eventos.

Bom, NA MINHA OPNIÃO, eu acho errado o ministerio liberar o feitio do Mormo para animais que vão viajar, seja lá para onde eles vão, para provas, etc...onde tenha aglomeração de animais, pelo menos nesse momento...é muito recente esse apareçimento...coisa que já se dizia erradicada em SP a anos!!!!

Sabe-se lá com quem outros cavalos esse do Mormo teve contato realmente...o mormo fica incubado!!! Esse é o problema, é que não se sabe a quanto tempo esse animal ficou incubado e nem tem jeito de saber ....assim não sabem confirmar com quem realmente ele teve contato quando ia para lugares com aglomerações de outros cavalos, ou seja, provas....

Porque só para entrada na cidade de SP e Grande SP é necessario o mormo??? Esse animal provavelmente teve contato com animais de fora da cidade de SP e Grande SP....!!!! Ah..tem uma outra cidade que eu não me lembro o nome que é necessário o exame também. E só!!!!!

Se todo mundo parar para pensar na grandeza do aconteçimento e todos os anexos que ele soma, todos fariam o exame...

Não vamos deixar que no nosso meio do tambor e baliza isso aconteça...

É melhor previnir do que remediar...

Também vai saber se daqui a algumas horas o ministerio vai dizer que é obrigatorio de novo todos os animais estarem com o mormo em dia!!!!

Então é por isso tudo que eu fiz o mormo dos meus cavalos...

Só vale lembrar que o animal com mormo tem que ser SACRIFICADO...

Valeu pessoal!!!!

Marília
19/09/2008
Flavia

Ola pessoal,

também li as portarias e resoluções, e o que entendi é que para entrar em eventos/competições, todos os cavalos tem que apresentar o exame negativo de mormo e ter o atestado do veterinário que o animal nao tem sintomas da doença. Valendo lembrar que ao fazer o exame do cavalo a bacteria pode estar em periodo de incubação e o exame dá negativo. E mesmo o animal não tendo sintomas da doença, ele também poder estar com a doença em periodo de incubação. E apesar de ter sido em um municipo, ainda não se sabe de onde esse animal veio. Precisamos tomar muito cuidado, pois essa doença transmite ao homem e é FATAL. Se um animal contrair ela, ele terá que ser sacrificado!!!! então e´melhor todos nós fazermos o exame em nossos animais, para transitarmos com eles com segurança!!!!
17/09/2008
rafael simões

Mormo: Resolução da Secretaria de São Paulo



Conforme resolução, apenas animais que pemanecem ou ingressarem nas seguintes regiões, deverão conter o exame negativo de mormo:



I - Diadema;

II - Guarulhos;

III - Mauá;

IV - Santo André;

V - São Bernardo do Campo;

VI - São Caetano do Sul;

VII - São Paulo;

VIII - Ribeirão Pires.



Para trânsito intra-estadual de eqüídeos e sua participação de eventos é necessário atestado emitido por veterinário de ausência de sinais clínicos de mormo, além do GTA e outros documentos zoossanitários pertinentes quando exigidos.



Para trânsito interestadual será exigido exame negativo de mormo.



Importente destacar que os animais da propriedade originária do único caso detectado até o momento, não apresentaram exames positivos ou sinais clínicos da doença.



Acho que assim ficou tudo mais claro ... estou ligando nos Rodeios e provas que nós iriamos mas ainda sim eles estão completamente perdidos não sabem se vai ter ou não os 3 tambores e montarias em cavalos.



Como nossa égua fica em Itú precisamos apena do atestado emitido por veterinário de ausência de sinais clínicos de mormo, além do GTA e o exame de animia.

Acho que isso num é ????!!! rsrsrsrsrs

Confesso que também tenho minhas dúvidas.

A Marília tá em Sorocaba que do lado de Itú e vai fazer o exame.... porque ???



Um abraço a todos



15/09/2008
Marília Cunha Frayha

Oi Tomas, tudo bem?

Olha só como as coisas mudam do dia para a noite.....

Não é mais necessario o exame de mormo para os nossos cavalos passearem por aí...agora só é necessario, conforme informações extra-oficiais colhidas junto a Coordenaria de Defesa Agropecuária de Campinas, SP., que segundo a Resolução nº 45 de 12/09/2008, publicada no Diário Oficial em 13/09/2008, a declaração de um profissional veterinário atestando que nos últimos 30 dias não houve sintomas de Influenza (gripe equina), na propriedade onde estava alojado o animal e outra declaração do mesmo profissional atestando que o animal não apresenta sintomas da doença de mormo.

Portanto conforme nova resolução, a Declaração do profissional veterinário é suficiente para emissão e transporte dos animais dentro do estado de São Paulo.

Mas melhor previnir do que remediar.....os meus exames já estão encaminhados e faço questão de apresentá-los ...sempre irão acompanhar o GTA e AIE.

Eu , como médica veterinária, tenho a obrigação de dar exemplo!!!! Rsrsrsr

Marília Cunha Frayha
12/09/2008
Helena Herweg

Gente, como vcs são organizados e eficientes !!!

Obrigada pelas informações.
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos