Doping - Um Assunto Quente!
25/06/2008
« Voltar

O blog da FNSL se surpreendeu com a quantidade de comentarios sobre o assunto doping.

Sabemos do casa da egua que dopada ganhou a baliza aberta senior durante o Congresso ABQM 2008. Um fato lamentavel.

Mas ficamos surpresos e curiosos com as afirmacoes sobre outros animais, especialmente aqueles que vendem coberturas e embrioes.

Nao sabemos quem sao, e gostariamos de saber sobre quem recai essa condicao.

Somos absolutamente contrarios ao doping. Somos tambem contrarios a so se fazer o doping nos tres tambores e seis balizas. Achamos que todas as modalidades deveriam ser testadas durante o Congresso ou Nacional. Provas de velocidade ou conformacao, o efeito do doping e igual - coloca o animal em condicoes de competir desiguais.

E precisamos cobrar uma pena mais rigida para o conjunto pego no doping. O conjunto que foi pego no doping durante o Congresso correu normalmente na prova da ABQM. Isso e certo? E justo?



Comentários
» Enviar seu comentário


24/07/2008
Haras ZD

NOTA EXPLICATIVA DO HARAS ZD



Primeiramente servimos da presente para esclarecer os fatos ocorridos durante o Congresso Brasileiro 2008 envolvendo o animal de nossa propriedade conhecida como Bela Trouble ZD.



Deixamos bem claro que somos contra a utilização de qualquer medicamento que potencialize o animal e portanto, somos a favor do exame anti-doping.



No caso da egua Bela Trouble ZD que passou pelo exame de anti-doping apos ganhar a prova de Seis Balizas Ab. Sn. no Congresso 2008, foi detectada a substancia furosemida (principio do "Lazix"), em razão da necessidade premente da égua ser medicada, pelo veterinário responsável, com a finalidade única de preservar sua saúde, pois se tratava de animal portador hemorragia pulmonar induzida por esforço físico (HPIE), o que provoca sangramento do animal, característica muito comum na raça QM. Alem disso o medicamento usado é um diurético que não altera o desempenho do animal.



A ABQM proíbe e considera doping, contraria a AQHA que permiti e aconselha como deve ser usado esse medicamento!!!!!!!!!!



Vale lembrar que a ABQM é subordinada a AQHA (American Quarter Horse Association). Isto porque o Congresso Nacional 2008 é por ela oficializado.



O Haras ZD sempre prezou por um trabalho digno e ético dotado de seriedade e transparência.



Estamos à disposição para esclarecer qualquer duvida.



Haras ZD

(14) 3425-5000

haraszd@haraszd.com.br

01/07/2008
mariana

Ola pessoal , mas quanta polemica heim .........mas concordo com o Sr. Gabriel : imagina se o proprietario do Haras ZD Sr. Dedemo nao iria saber que seu melhor animal de 3 Tambores Bella Trouble ( avaliada em aproximadamente 200.000,00 ) iria ser medicada com o remedio que foi usado para mascarar o exame anti doping , sem ser consultado pelo Veterinario responsavel ????? Me engana que eu gosto !!! Poderia ter acontecido isso citado pela amiga Renata com qualquer outro animal mas nao com a CRAQUE do Haras ZD ! Eh mais do que obvio , mas certeza mesmo so teriamos se tivessemos a seguranca de termos exames anti - doping em todas provas importantes !
01/07/2008
Renata Lima

Oi Gabriel, acho que cada um reage a seu modo. Não conheço o sr. Paulo Dedemo pessoalmente para julgar a ética de seus atos, e nem conheço os detalhes de todo o processo. Pode ser tanta coisa... tipo um funcionário ter feito algo errado sem o consentimento de superiores... sei lá, só continuo achando que não se deve julgar nada de longe. O fato da cavaleira Courtney estar inscrita com animais que foram passados para o nome de terceiros, é uma opção deles que coloca a situação em posição legal perante a ABQM. Imagino que cabe a ABQM investigar, julgar e dar uma resposta a seus associados. E cabe a quem discordar, levar sua indignação a ABQM.

Abraços a todos.
01/07/2008
Hernani Kerber

Perfeito o que a Renata falou. O cavalo ruim continuará ruim mesmo dopado. Sair atirando contra a FNSL só mostra a incapacidade de arrumar argumentos do por que perde-se para eles. Se o que todo mundo diz por aí que o doping deixa o animal louco, como Victory Fly entra com tal calma nas pistas antes de suas passadas? Caso não fosse dopado provavelmente cairia no chão de tão lerdo.
30/06/2008
gabriel

Estou seguindo nos ultimos dias toda a polemica do DOPING e concordo com a Renata Lima no que tange ao grau de excelencia do Haras ZD , isto eh inquestionavel , mas ja que foram julgados ( inclusive recurso ) e suspensos pela ABQM , nao seria muito mais elegante se retirarem das provas pelo periodo de suspensao aplicado pela ABQM ? Pois segundo consta foram suspensos de provas oficiais da ABQM por 1 ano , cavaleiro e proprietario . Como se explica entao o fato de a cavaleira americana Courtney Rankin que montou o ano passado inteiro para o mesmo Haras ZD estar inscrita na prova da categoria feminino do Campeonato Nacional com dois animais do ZD que apenas foram recem transferidos para nome de terceiros ????? Onde esta a etica do Haras ZD Renata Lima ? Me desculpem mas estes animais nao deveriam competir no Campeonato Nacional , pelo menos esta eh minha opiniao ! Explicado pelo proprio titular da FNSL Sr. Tomas , temos que nos organizar junto a ABQM para absorver este custo de 1.500,00 para estarmos levando o exame anti - doping a todas as provas !
30/06/2008
Renata Lima

O comentário do Hernani é impecável! Todos aqui estão falando do Haras ZD, que (como todos sabem) é um haras de excelência na sua estrutura, na criação dos animais, na preocupação com a formação de seus funcionários, no seu plantel, etc... É no mínimo, muito leviano e oportunista, jogar no ralo toda história desse haras com base em um fato isolado que nenhum de nós sabe a fundo, como foi. Como o Hernani falou, o doping pode ser de um medicamento dado uma semana antes por causa de uma pancada qualquer, ou pode realmente ser dado pra elevar a performance, ou também uma atitude isolada de um integrante da equipe sem a ciencia de todos os outros, por isso digo que antes de falar, devemos ter ciência do fato tal como foi. A prova de tambor é decidida por miléssimos de segundo e uma passada perfeita pode tirar centéssimos de miléssimos e dar a vitória a um cavalo em detrimento a outro que seja um avião e que não realizou sua passada tão redonda. E esse é que é o fascínio desse esporte.

O doping é um fato seríssimo, e todo esse questionamento é a pior penalidade que um haras pode receber. Acho que a ABQM tem que ter pulso firme pra coibir essa pratica e manter sua decisão, mas as entidades que promovem provas também podem impor suas proprias regras não aceitando animais e treinadores penalizados por um periodo estipulado, como forma até de acatar a ABQM.

O exame antidoping é fundamental, mas a concientização do quão desnecessário e perigoso é para o animal, também dará resultado. Animal bom não precisa ser dopado, e animal ruim continuará ruim mesmo dopado. Isso é fato!

Loucura é questionar animais consagrados pegando carona nessa onda!

Beijos a Rô e ao Thomas.
29/06/2008
marina

Concordo com voce Hernani que a coisa dos exames tem de ser conduzida com total isencao mas no caso do animal que foi pego no DOPING durante o Congresso 2008 da ABQM , nao foi nenhum dos casos citados por voce e sim totalmente premeditado pois o sangramento do animal acontecia de forma sistematica e constante , alem do mais a suspensao ao treinador e proprietario foi confirmada pela ABQM em sua ultima reuniao de conselho na 3 feira passada !
28/06/2008
Hernani Kerber

É muito fácil acusar de doping todos os proprietários que possuem bons cavalos. A maioria não é boa porque foi dopada (nenhum remédio faz milagre), mas sim porque foi selecionada e preparada de modo lícito para obter tais resultados. Ainda assim, esses animais passam por altos e baixos, não sendo possível afirmar que foi causado por causa de qualquer tipo de droga. Além disso, existe muita ignorância no mundo do tambor (assim como em muitos outros meios do cavalo) e não se pode provar que essas pessoas que foram flagradas com seus cavalos no exame antidoping, realmente quiseram dopar seus cavalos (até que se prove o contrário). Um simples antiinflamatório aplicado uma semana antes devido a qualquer desconforto, como um princípio de cólica ou uma simples batida no caminhão, aparece no exame do mesmo modo como uma aplicação de cafeína. E o que falar dos bebedouros comunitários que existem nas provas, que com uma simples saliva deixada por um animal que tomou algum tipo de remédio, pode contaminar muitos outros que venham a tomar água naquele local (isso sem falar de sabotagem). Isso não é uma apologia ao doping, mas sim, o contrário. O exame antidoping é um modo de proteger a raça e a integridade física dos animais e cavaleiros: com determinados remédios, cavalos piores podem se sair melhor, não priorizando a genética; e determinadas drogas podem fazer o animal sofrer ou deixá-lo fora de si, a ponto de machucar o cavaleiro ou a si próprio. No entanto antes que os exames e punições se tornem mais rígidas, é preciso analisar os fatos com um pouco mais de isenção; pensar em um modo de flagrar de modo claro as pessoas que usam de meios ilícitos para obter melhores desempenhos; e fazer um trabalho de informatização a todas as pessoas do meio para que saibam quais remédios podem ser utilizados e como evitar a contaminação (caso dos bebedouros). Isso não é fácil.
27/06/2008
Yuri M. Borges

Um assunto interessante e polêmico !!!

Vivemos hoje em uma época em que a genética, nutrição e treinamento dos animais estão muito acima de qualquer discussão quando falamos de qualidade. A utilização de medicamentos que podem alterar no desempenho dos animais deve ser rigidamente fiscalizada, porém, infelizmente nem todos pensam desta forma.

O que deve ser feito, em TODOS OS CAMPEONATOS, é fazer o exame anti-doping dos três primeiros colocados de cada categoria, variando na quantidade de exames de acordo com a grade de premiações, ou seja, caso a premiação seja até o décimo colocado, até o décimo colocado deve ser feito o exame.

Para evitar discussões, que muitas vezes não têm resoluções concretas e diretas, deve-se tomar medidas radicais para resolve-las.

Quem sabe com medidas drásticas, não ocorra uma mudança de pensamentos pelos treinadores e principalmente pelos proprietários, que acima de tudo, devem visar a saúde e qualidade de vida dos aniamis.

Sem +

abraço

27/06/2008
Andrea Seleguini

Assim como todos tb venho acompanhando os comentarios sobre o DOPING, e digo isso com grande insatisfação, na realidade gostaria de estar acompanhando atitudes tomadas pela diretoria da ABQM em relação a esse assunto tão importante que sempre vem sendo tratado com palavras e uma enorme falta de atitude!!!

È ridiculo saber q um cavaleiro e animal q ganhou o congresso e foi pego no doping, e mesmo assim ja correu mais dus provas oficiais !

Alguns anos atraz fui desclassificada em um nacional porque a gamarra de meu animal não se enquadrava nas normas da ABQM, segundo o Juiz, já outros animais que estavam com suas gamarrinhas dentro da norma, porem DOPADOS, consagraram-se campeões! Gostaria de parabenizar a ABQM, por passar essa "tranquilidade" e " segurança" aos competidores das provas de Baliza e Tambor!
27/06/2008
jeferson

Tenho acompanhado os comentarios sobre o DOPING e acrescento minha solidariedade aos que pedem que seja imlantado o sstema dos exames nas provas de tambor e baliza , Realmente sabemos da existencia de cavalos que sao dopados por grandes criadores que objetivam a super valorizacao do animal em um curto espaco de tempo . Vejam ja o absurdo o mesmo Haras que foi pego no DOPING durante o Congresso ABQM 2008 ja inscreveu uma competidora americana Courtney Rankin ( que esteve durante 1 ano montando para este Haras ) para correr o Nacional em 2 animais que estao em nome de terceiros ............ , eh so consultar no site da ABQM e verao o que estou falando ! Isto precisa ser moralizado e regulamentado pois esta uma vergonha ! Sugiro fazermos uma abaixo assinado atraves do espaco que o Tomas nos da em seu site e entregarmos este manifesto ao Dr.Ovidio p/ providencias imediatas , ja na Nacional !
26/06/2008
OSMAR DIAS FARIA

Este realmente e um assunto polemico, e que muitas vezes desanima alguns criadores. Muitos animais trabalha nas provas dos nucleos, circuitos e provas particulares, com tempos muito baixo, quando chega nas provas oficiais da ABQM, nao tem o mesmo desempenho. Sera que tem medo do doping??? outros ja sao mais audaciosos e mesmo nas provas oficiais se arriscam e dopam seu animais, e muitas vezes esses animais desaparecem do mercado em media com dois anos de competicao.

Devemos juntar forcas e tentar mudar essa cultura, antes de mais nada o esporte deve ser preservado, e nossos cavalos tambem, nao sei se as pessoas que usam desses artificios para ganhar prova ou para fazer comercio, consegue comemorar a vitoria com o mesmo gosto de quem ganha correndo de cara limpa.

ABQM sendo uma associacao tao forte deveria fazer anti-doping em todas as categorias pelo menos ate o quinto lugar, e a penalizacao do conjunto deveria ser rigoroso... que se faca justica!!!!!

Acho tambem que as provas oficializadas pela ABQM deveria ser exigido o exame, visto que nao e justo pontuar um animal dopado.

Fica aqui minha opiniao.....

26/06/2008
Bruno Lara

Oque a Marli falou é a mais pura vdd o pessoal da mtoo valor a classe aberta e esquecem de fazer esses tipos de exame nas outras categorias tbm acredito que na classe jovem com certeza teriamos mtasss surpresas de animais que nós vemos como os melhores animais do pais... Uma coisa que queria de perguntar quando Victory fly bateu o recorde correndo o campeonato da APTB foi feito o exame anti-doping?

Acho que antes de dar ao cavalo qualquer recorde antes deveria ter o exame na minha opiniao!

fico por aqui...
26/06/2008
Ze da lua

Palavras e mais palavras porém gostaria de saber quem de vocês pode dizer um nome (do dono) ou do treinador ou do proprietário que se utiliza de doping. Divagações e suspeitas infundadas não levam a nada.
26/06/2008
mariana

Nossa , tenho acomnhado os comentarios sobre DOPING e como tambem estou sempre presente na provas gostaria de sugerir que fosse obrigatorio os exames para os 5 primeiros colocados de cada categoria , acho uma otima ideia ! Quanto custa isso para a organizacao das provas ....., acho que seria ate o caso de se aumentar os precos das inscricoes para que esta medida preserve os animais e ira coibir o uso de drogas por parte dos cavalos : chamados de ponta . Achei um absurdo tambem o cavaleiro que foi pego no DOPING no Congresso ABQM 2008 estar competindo em Bauru e ainda por cima ganhando prova e tambem se sagrando campeao do NBQM , um absurdo ! DEVERIA JA ESTAR SUSPENSO .....VAMOS VER SE ACONTECE ISSO NO CAMPEONATO NACIONAL ..........SERIA MUITA CARA DE PAU !
26/06/2008
Rafael Simões

E nós que viajamos muitos Kilometros, gastamos $$$ com hospedagem comida inscrições e corremos com nossos cavalos "sãos" somos os prejudicados.



isso é uma VERGONHA !!!
26/06/2008
Heleno Lima

O problema DOPING é realmente um dos grandes males do esporte de alta performance. Nos USA estão fazendo, através de uma comissão do Senado Americano, uma devassa nas Ligas Profissionais, tentando minimizar o uso do doping e seus males correlatos. Se entre humanos está se tornando frequente as vitorias esportivas com o uso de substancias proibidas, imaginem com os nossos amigos cavalos que não têm sequer o direito de contestar. Por isto, e com a frequência evidente do uso do Doping nas competições, principalmente naquelas de uma passada só para decidir, as entidades responsáveis deviam estabelecer, em conjunto, urgentemente, mecanismos capazes de coibir tais delitos. Na verdade, está vergonhoso as performances eventuais e esporádicas de animais que logo logo são colocados a disposição para venda ou para coberturas e embriões. Se isto não for apreciado com firmeza, poderá levar ao descredito das competições equestres de velocidade. Com a palavra as autoridades esportivas.
26/06/2008
Ricardo

Isto sem contar que a egua que ganhou 2 provas em Bauru com tempos absurdamente rapidos vem do mesmo lugar que teve seu animal flagrado e suspenso em exame antidoping durante o Congresso ABQM 2008 ..............Fica ai o registro deste fato !
26/06/2008
Ricardo

Isso mesmo Sr. Heleno , esta um abuso as provas de Tambor . Animais que todas as pessoas do meio sabem quais sao ; fazendo tempo absurdos e precocemente passam para reproducao vendendo embrioes carissimos ou coberturas.
26/06/2008
Marcelo

Nossa ate que enfim alguem teve a lucidez de abordar um tema importante ! Esta simplesmente uma vergonha o que estao dopando os cavalos de prova de tambor , somente precisamos prestar atencao nos resultados dos animais . Em minha opiniao so deveria contar pontos ( RMT ) para provas ABQM e provas reconhecidas e oficializadas pela mesma que tivessem como obrigacao o exame antidoping para os 5 primeiros colocados de cada categoria das provas de Tambor, ai sim teriamos verdadeiros campeoes e recordistas.
26/06/2008
Luciana

Parabéns sr. Heleno por ter a iniciativa de levantar a bandeira do antidoping, com certeza, se fosse obrigatório, teríamos muitas surpresas!!!!!! NBQM: Não vamos esquecer do Reservado Campeão (Aberta Junior) Mr. Pocodo Cody!!!! Parabéns Ronaldo!!!!!!
26/06/2008
Ronado

Em primeiro lugar gostaria de afirmar que concordo plenamente com todos a respeito do DOPING acho extremamente importante termos isto nas provas de tambor ! Realmente esta uma loucura esta coisa , cavalos muito novos fazendo tempos baixos e cavalos mais erados fazendo tempos mais altos ......como se explica isso ?
26/06/2008
marli aparecida jacometto faria

concordo com Ricardo, infelizmente nao temos acesso a esses exames nem na ABQM faz o exame em todas as categorias, se limitando apenas na categoria aberta e com muita raridade na amador e feminina, esquece que na jovem tambem deveria fazer o exame teriamos com certeza muitas surpresas.
26/06/2008
joao Luis

Nao sei quanto aos demais quartistas , mas tenho me desapontado bastante com as provas de 3 tambores . O animal foi pego no DOPING durante o Congresso ABQM 2008 , foi suspenso em seguida recorreu da decisao da ABQM , e no ultimo final de semana correu prova do nucleo de Bauru ( NBQM ) com uma egua que foi campea em duas categorias dificieis ( aberta jr e feminino ) e ainda ficou em 2 lugar no tira teima , ou seja um pouco demais para um animal junior ainda nao ?????

Nao sao acusasoes , apenas uma constatacao de fatos que vem ocorrendo em quase todas as provas de tambor , isto porque esta virando tudo um grande NEGOCIO / COMERCIO e estao esquecendo da saude dos animais e do espirito desportivo !
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos