Agilizar o Reparo? Trator Dentro da Pista!!
07/05/2008
« Voltar

As provas na FNSL buscam ser ageis, dinamicas e emociantes.

Para atingir esse objetivo, e vital oferecer condicoes de pista iguais para todos competidores.

Somos contra fazer o reparo com mais de CINCO passadas, ja que os cavalos que passam por ultimo pegam condicoes de pista totalmente diferentes daqueles que pegam no comeco da bateria. Vale lembrar que quanto menos o reparo for feito, pior vai ficando a pista - com valas, areia mais solta e por ai vai. Por isso, na FNSL os reparos serao de CINCO em CINCO sempre para preservar a pista e as condicoes para os conjuntos performarem de igual para igual.

Outra questao e o reparo com tratores. E de vital importancia tambem fazer o reparo com o maior numero de tratores possivel (logico, o maximo talvez seja tres!!). Com dois tratores, o reparo fica agil e rapido. E isso e o minimo que a FNSL vai oferecer aos participantes.

Agora uma questao que e tratada como tabboo e a questao de onde fica o trator durante o reparo. Quem nao lembra durante o Congresso 2008 em Bauru o trator entrando pela porteira da entrada dos animais e vindo la do fundo...quanto tempo demorava aquele percurso? E na propria FNSL, o trator fica nos fundos do lado de fora da pista...

Pois bem. E aqui que queremos sugerir uma mudanca muito importante.

Que tal os tratores ficarem no fundo da pista, nas chamadas zonas mortas (os cantos esquerdo e direito do fundo da pista)? Assim, e so ligar e em poucos segundos o trator ja chega no ponto certo e rapidamente faz o reparo. Muitos acham que com os tratores na pista, o risco de acidentes aumenta. Em outras palavras, o risco de um conjunto se chocar com o trator e grande.

Achamos esse risco muito baixo, senao nulo. Nos EUA, os tratores ficam na area de chegada oque na nossa opiniao e pior ainda!

Outros podem argumentar que o trator vai assustar os animais se ficarem no fundo da pista. Pode ate ser, mas se seu animal esta olhando para o trator e nao para a lata, ele com certeza nao esta focado na prova que tem pela frente. Achamos que isso e uma desculpa para nao se tentar o novo.

A FNSL propoe entao que seja feito um teste durante o jack-pot para ver a reacao dos conjuntos. E mais, propoe ainda que durante as categorias mirim, kids ou jovem A, que o trator fique fora da pista. E se nao der certo, pelo menos tentamos fazer algo que ajuda no andamento da prova.

De qualquer modo, acreditamos que precisamos melhorar e agilizar o reparo nas pistas de prova. E seus comentarios e criticas sao bem vindos!!

Nota do Blog: Os comentarios feitos sao muito pertinentes e em alguns casos validos. Oque vale aqui e o debate. Ninguem esta certo ou errado. Mas devemos sim prestar com muita atencao oque acontece nos EUA, onde as provas sao muito maiores e portanto servem de exemplo para nos, ja que aqui as provas estao ficando cada vez maiores tambem. E copiar oque e feito la, aqui. Um dia, quando estivermos no mesmo patamar (esperamos que esse dia chegue logo), ai sim poderemos inovar!



Comentários
» Enviar seu comentário


13/05/2008
Goiano de SP

Bom ... espero que todos sigam o exemplo de colaboração, opinião e experiência do Kenny !!!

Sem +
12/05/2008
kenny knowlton

Olá Thomas

Eu falando como Juiz, não aceitaria os tratores dentro da pista, pois é um risco e por menor que seja, não pode deixar de ser considerado. A demora para o trator entrar deve se ter uma média de 30" aprox.. Vale a pena arriscar a vida de um cavaleiro e um cavalo por este tempo? Sei que somando estes 30" poderemos ter mais de uma hora, mas creio que existem formas melhores de ganharmos tempo, ou melhor, não atrasarmos as provas, tais como:

- Soltarem a lista com a ordem de entrada com pelo menos 1 hora antes do início da prova;

- Cuidarem para que os competidores que competirem com mais de um animal, não estejam em sequência próxima;

- Iniciarem as provas na hora prevista;

- Ter uma pessoa na porteira de entrada para coordenar a entrada dos animais (sou contra ter 3 ou 4 animais dentro da pista)

- Controlar com exatidão o tempo de entrada dos animais, desclassificando os que demoram além do limite, etc etc



Eu como treinador e profissional da área, concordo que os animais devam estar focados no tambor, mas também concordo que não deve haver interferência de outros fatores dentro da pista. Gostaria de dizer que entendo e apoio a preocupação em tornar a prova mais ágil, isto é positivo para todos os envolvidos, inclusive para os animais, que iniciam cedo e terminam às vezes pela madrugada.



Cabe também a sugestão para que um evento desta magnitude e distintas competições (4a. etapa/ potro do futuro/ Brazilian Open Championship), fosse dividido em mais dias. Sei que as pessoas não querem e muitas vezes não podem ficar por mais dias, porém, no fundo, este é um hobby para a maioria e o hobby deve ser agradável e não um sofrimento.

Também gostaria de informar, que 2 ou 3 tratores agilizam o reparo, mas tão ou mais importante que eles, são os auxiliares de pista, não somente no reparo (enxada), mas também em recolocar os tambores caídos, buscar bonés (Nos Países que o regulamento penaliza em 5" a queda do boné ou chapéu, isto praticamente não acontece), etc, etc.



Estou pessoalmente colaborando ao máximo para que esta modalidade tenha sucesso e cresça a cada dia mais, me sinto responsável pelo convite e incentivo da maioria das equipes internacionais que estarão participando, e recepcionarei as equipes de 4 Países em meu Centro de Treinamento alguns dias antes da prova. Todos estão honrados em poder participar e eu mais ainda!



Sucesso à todos

Kenny Knowlton

kenny.k@uol.com.br

12/05/2008
Goiano de SP

Com certeza a idéia de diminuir o tempo dos reparos é excelente, porém, criticando o INGRATO comentário que foi publicado: "Outros podem argumentar que o trator vai assustar os animais se ficarem no fundo da pista. Pode ate ser, mas se seu animal esta olhando para o trator e nao para a lata, ele com certeza nao esta focado na prova que tem pela frente. Achamos que isso e uma desculpa para nao se tentar o novo."

Definitivamente não importa o que apenas alguns acham, mas sim temos que providenciar não apenas a agilidade durante os reparos, mas acima de tudo a segurança dos competidores e animais presentes nas competições.

Concluindo, tratores dentro da pista aumentam SIM o risco de acidentes, pois devemos levar em consideração que, não é por que os animais são treinados que eles não podem fazer algo incomum durante o percurso da prova. Visto que o nosso grande amigo e fotógrafo Beto Negrão várias vezes já foi alvo de cavalos desgovernados !! rsrsrs

Abraço

12/05/2008
Leandro Zechetto

Thomas, durante a 4 etapa do campeonato APQM (840 inscrições no total = tambor+baliza+laço em dupla) que aconteceu no último final de semana, os reparos foram feitos a cada 5 competidores com 3 tratores dentro da pista e tudo correu normalmente sem nenhum problema. Os reparos foram rápidos e acredito que para agilizarmos ainda mais é necessário que os tratoristas tenham um tipo de trajeto pré-determinado para realização do reparo. Em 2004 quando fomos no campeonato mundial da NBHA, os reparos também eram feitos de 5 em 5, os tratores ficavam dentro da pista e o tempo médio para cada reparo era de 1 minuto, porém o grande diferencial era o introzamento da equipe de reparo.

Na minha opinião, com o grande crescimento das provas de tambor este tipo de mudança é inevitável.

Um abraço e parabéns pela prova que com certeza será novamente um sucesso.
07/05/2008
jaime torres

Ola, thomas. a ideia de agilizar o reparo na pista e fundamental, isso no decorrer dia ganhamos muitas passadas de conjuntos a mais, sem duvida. so que realmente os tratores dentro da pista nao temos total da segurança do conjunto. agora o que se pode fazer e abrir uma area ao lado dos 2 tambores, com porteiras.
06/05/2008
rafael simões

apertei enter sem querer



iria concluir



Tenho certeza que isso vai gerar uma discussão enorme.



um abraço



Rafael Simões
06/05/2008
Rafael Simões

Sei que as provas de 3 tambores e suas incrições vem aumentando a cada ano, sei também que o reparo tem que ser sempre rápido pois algumas provas vem acabando madrugada a fóra, porém... não sei... se é boa ideia já manter os tratores dentro da pista.

Acho que realmente tem que ser feito esse teste,

Quando os animais virarem o 2° tambor e forem pra corrida do terceiro é inevitavel eles vão ver o TRATOR,...acho que alguns vão se assustar outros nem vão ligar...sei lá muito dificíl isso.



M
O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos