Comprando um Cavalo de Tambor? Leia Isso!
17/11/2008
« Voltar

Comprar um cavalo de tambor e uma arte. Não tem certo nem errado. Não existem garantias. Gera desilusão. Cria esperança. Motiva o coração. Realiza sonhos!

Mas antes de ir para o mercado e decidir pela compra, este site gostaria de fazer recomendações baseadas em opiniões de vários treinadores e especialistas como Kelly Yates, Latricia Duke, Charmayne James entre outros. Logico, não existe receita de bolo perfeita nesse caso, mas talvez esses pontos possam ajudar.

Algumas regras básicas antes de iniciar a procura:

1) Nunca compre um cavalo melhor que o cavaleiro;
2) Sempre faça o check-up veterinário - e um investimento fundamental;
3) Nunca compre o cavalo sem ver ele (pode ser foto, vídeo);
4) Tenha clareza de quanto se quer gastar e não se empolgue (principalmente em leiloes)
5) Tenha uma idéia de como um bom cavalo se comporta (atitude) e sempre converse e aprenda com as pessoas mais experientes.

Vamos focar nossa analise em como se comprar um animal, vamos chamá-lo de "promessa", não provado, ou seja, um potro (1-3 anos). Uma promessa...O importante e poder alinhar o orçamento para a compra com três pontos fundamentais: 1) conformação; 2) pedigree; 3) Atitude ou inteligência do animal, ter um coração de atleta!

Quando se compra um animal provado nas provas (cavalo de 1D, 2D ou 3D), ele pode parecer uma girafa e ter a cor de um jumento, se for bom para oque vc deseja, ele será o cavalo certo. Um cavalo provado não precisa ter pedigree, nem conformação mas vai precisar ter desempenho comprovada, obviamente e ser sao! De qualquer forma, sempre siga as cinco regras básicas mencionadas acima!

A Promessa:

Comprar uma promessa não e uma tarefa fácil. Requer paciência e analise.
Assumindo que as regras acima serão seguidas vamos focar no animal em si:

Sexo?
Qual o melhor sexo para os três tambores? A maioria não tem duvida: o melhor e um animal macho castrado. Éguas sao mais complicadas de treinar (cio, atitude) e garanhões sao geniosos (territorialistas etc). Veja a matéria do dia 12 de fevereiro neste site para maiores detalhes.

Corrida ou trabalho?
Os três tambores sao por definição uma prova de velocidade. Por isso, todos os treinadores no maior mercado do mundo de cavalos de três tambores sao praticamente unânimes: a linhagem de corrida e a melhor. Isso não quer dizer e claro que cavalos de linhagem de trabalho não sejam bons ou ótimos. Hoje no Brasil, provavelmente 90% dos cavalos de tambor sao de linhagem de trabalho (boi) mas isso esta mudando e muito rápido. Na vaquejada a mudança foi mais rápida, e hoje a demanda e 90% por cavalos de corrida de acordo com os consultores do mercado. O ponto e que o cavalo vai precisar ser veloz para fazer aquela fotocélula parar mais rápido!

Mas não compre um cavalo de corrida com índice de velocidade maior que 90. Por um motivo básico: 1) ele vai custar muito mais caro! Temos que comprar o "descarte" dos cavalos de corrida. Aqueles que correram ou treinaram, mas que fracassaram ou não atingiram índices importantes. Um cavalo com índice 100 por exemplo e um campeão e custara muito caro. E como comprar um campeão da apartação para colocar no tambor - quase ninguém tem coragem de fazer isso. Compre um cavalo que treinou ou que correu e teve um índice baixo. Dizem que o ideal e entre 75-90 no Maximo de índice. Os cavalos que treinaram e logo no treino viraram descarte também sao boa opção. Sempre assumindo que eles sao 100% sãos.

Nunca compre um potro de menos de 2 anos fechado em corrida também. Esses sao os mais caros por serem "promessas" para a raia. Um cavalo de corrida que não correu ainda e esta no começo do treinamento e uma promessa de um sonho. Por isso vemos nos leiloes preços elevados para esses potros. O preço alto revela o "premio" ou "ágio" pelo sonho de ser ter um futuro cambio. E os competidores da corrida sabem disso e pagam por isso. Faz parte do jogo. Agora um cavalo fechado em linhagem de corrida de algum criador nao especializado na corrida pode fazer sentido se o preco for certo para voce.

A linhagem de corrida cai invariavelmente em dois sangues: Dash For Cash e Easy Jet. Esses dois animais sao os pilares do cavalo de corrida moderno. Procure animais com a maior concentração sanguínea desses dois garanhões. Linhagens dessas maquinas incluem o First Down Dash (mais famoso) e Streakin Six (Easy Jet). Aqui no Brasil, você encontra essa linhagem em cavalos Apollo VM, Holland Ease, Signed To Fly, A Streak of Cash entre vários outros. Os mais provados para o tambor, apesar de não serem muitos, sao os Apollo VM e Holland Ease. Agora temos no Brasil também o melhor sangue de corrida para tambor dos EUA - Dash Ta Fame. Existem vários novos garanhões disponíveis que vão ajudar a difundir o nome dessa lenda viva nos três tambores brasileiro. Mas ainda vai demorar um pouco (1-3 anos) para que possamos ver nas pistas o sonho que estes animais vão poder proporcionar!

Conformação:

A conformação e essencial. Vários acreditam que e melhor comprar um cavalo mais bem conformado e pior de pedigree do que o inverso.

Alguns pontos básicos sobre a conformação que parecem ser voz comum:

1) O cavalo precisa ser equilibrado e com bons aprumos. Nada de mãos tortas ou pernas muito retas. Equilibrado quer dizer que a frente e a traseira estão em harmonia. Não se deve comprar um cavalo com a frente muito pesada e sem garupa por exemplo. A linha de pescou deve ser equilibrada também e suave na sua saída. Nada de pescoço grosso ou curto.

2) Garupa forte e lombo mais curto com cernelha alta e a linha da barriga maior que a linha do lombo. Uma garupa forte e posteriores musculosos sao fundamentais para que o cavalo possa reunir mais facilmente e explodir na saída do tambor.

3) Altura - ideal e um cavalo com altura de cernelha de 1.48-1.55 no Maximo. Isso não quer dizer que um cavalo baixinho (1.45) ou muito alto (1.60) não possa ser um ótimo cavalo de tambor. Mas...

4) Quartela (área entre o casco e o boleto): 10cm no Maximo. Um cavalo com quartela muito grande oferece risco de lesão maior.

5) Cascos: grandes e sempre saudáveis! Casco pequeno não e bom. O cavalo precisa de uma boa base para poder absorver o impacto das corridas. Não existe esse negocio de casco branco ou mais escuro ser melhor. Isso e lenda.

6) Cernelha alta: Prefira um cavalo com a cernelha mais alta que a garupa. Isso ajuda no equilíbrio do animal quando ele esta entrando e principalmente saindo do tambor. Nunca compre um cavalo com a garupa mais alta que a cernelha!

7) Olhos expressivos mas calmos. Olhos que projetam tranqüilidade e inteligência.

Vamos tentar melhorar e incluir mais pontos nessa discussão quase interminável quando for possível.

Gostaríamos de receber sugestões também! Se você tiver uma opinião diferente, mande um e-mail para o site!



Comentários
» Enviar seu comentário


18/11/2008
Jorge

Bom, concordo que animais de corrida vem se destacando visivelmente nas provas de três tambores. Porém, um detalhe que muitos esquecem é que NO BRASIL, cavalos de corrida foram colocados recentemente no tambor, portanto, ainda não podemos comparar números e resultados, afinal, cavalos de trabalho foram utilizados nas competições durante muito mais tempo que cavalos de corrida.

Não podemos negar que atualmente, a qualidade dos treinadores vem aumentando. Mas, a característica de treino de muitos, não se adaptou ao cavalo de corrida, como vejo nas competições. Nem todos os treinadores se adaptaram a genética, mas isso acontecerá com o tempo.

Um detalhe para o comentário feito sobre o Jockey Club Sorocaba:

Realmente os animais recebem um ótimo tratamento, porém, não devemos esquecer do lado "negro da coisa". O JCS possui ótima infra-estrutra, mas, mesmo possuindo ampla área de pasto, os animais não possuem ÁREAS ESPECÍFICAS para ficarem soltos. Claro, além de motivos terapeuticos, sei que a maioria dos animais não ficam soltos com o objetivo de armazenar energia para os páreos. Mas devemos pensar.... esta atitude benficia o cavalo? Bem ... se alguém encontrar uma resposta positiva para esta pergunta, por favor, me avisem !!!!

Outro detalhe que todos conhecem, porém, poucos tem coragem de falar. Animais do Jockey Club, não apenas o de Sorocaba/SP, mas em muitos outros recebem anabolizantes desde potros. Infelizmente, a ganância das pessoas tomou conta deste maravilhoso esporte, e vem tomando conta de outras competições, como o tambor.

Abraço !!
17/11/2008
Thomas Souza

Oi Julia



Tudo bem? Vou tentar explicar o meu ponto sobre o descarte da corrida.



Assim como na apartacao, na redeas, ou no laco, o cavalo que ia para o tambor era sempre o descarte - isso nos ultimos 10-20 anos. Vc ja viu um bom animal de apartacao no tambor? Eu nunca vi, fora a grande SS Paloma KRB...uma excecao. Antigamente, o descarte do trabalho era usado no tambor - os Jay Bee Dees etc. Mas isso mudou, e agora o pessoal vendo os resultados e recordes da linhagem de corrida, estao indo atras do descarte da corrida como uma opcao melhor, mesmo que no momento seja mais caro.



Entao, minha sugestao e que o pessoal compre cavalos no JCS por um preco que faca sentido (nao os de hoje) porque com certeza terao a melhor linhagem para a modalidade (os recordes provam isso) e terao com certeza animais que foram bem cuidados e tratados. Ninguem duvida hoje que os animais do JCS sao os mais bem tratados, desde o nascimento ate os 2-3 anos acho eu. Mas procure comprar animais com indice baixo e que nao possam vir a ser boas matrizes de corrida ou garanhoes...



Comprando um animal no JCS ou o descarte da corrida por um preco em conta e a melhor opcao. Nao concordo em pagar os precos absurdos que vemos hoje.



Nos EUA voce compra um descarte barato, coisa de R$3,000-R$10,000 facil - era assim antigamente aqui tambem (2-3 anos atras), ate que a vaquejada e os tres tambores descobriram que essa era a melhor linhagem para as modalidades e a oferta nao acompanhou a demanda. Mas logo logo isso ajusta, nos proximos 1-2 anos veremos os precos dos cavalos caindo com uma oferta maior e a crise que ja chegou.



Essa e so uma opiniao baseada no que leio e estudo.



O tambor nunca teve uma linhagem definida no Brasil fora os Shady Leo e Troubles que esta se esgotando aos poucos. Nao estou desmerencendo esses animais, pelo amor de deus! So nao vejo com uma excecao, o EF Tirunfo Shady que e 1/2 corrida, cavalos dessa genetica ganhando nas principais provas. Repito, essa genetica dominou o mundo do tambor, mas na minha opiniao nao esta dominando e nao vai dominar no futuro.



Mas pelo que vemos com as importacoes nos ultimos anos, isso vai mudar e as linhagens consagradas dos EUA serao as linhagens consagradas no futuro dos tres tambores aqui tambem como Firewater Flit, Dast Ta Fame, Streak of Cash, On the Money Red, netos de Dash for Cash e por ai vai. Vai demorar bastante ainda, mas logo teremos uma linhagem propria para os tres tambores que tera na corrida o seu alicerce principal.



Abracos



Thomas



17/11/2008
Júlia Frati

Lendo a matéria confesso que fiquei meio intrigada em pelo menos um ponto que mereceria melhor entendimento...

Seria mesmo "o descarte da corrida" o MELHOR para ser comprado pelo pessoal do Tambor? Será que o bom mesmo é "comprar descarte dos cavalos de corrida"? ou "os cavalos que treinaram e logo no treino viraram descarte também são boa opção" de compra? Caso essa tese fosse levada em conta o "pessoal da corrida" naturalmente ficaria muito feliz e agradecido: não deu aqui? êta trem bão de enfiar nos tamborzeros...e se o problema é somente "o preço", já pensaram se essa moda pegasse o que iria acontecer? O "pessoal da corrida" já sabe: Só iria produzir "descarte", porque pela procura os preços iriam para onde??? O mercado explica e o Jockei Clube de Sorocaba agradece...

Júlia Frati
19/05/2008
natazia isper

nossa parabens mesmo pela maravilhosa recomendaçao muito bem colocada!!!
15/05/2008
Goiano de SP

Lembrando que, a coloração do casco não influencia visivelmente na qualidade deste, porém, devemos lembrar que o caso é basicamente composto de queratina (proteína que oferece rigidez e consistência). Portanto, quanto mais escuro for o casco, maior será a quantidade de queratina existente, consequentemente, diminuindo a fragilidade.

Deve-se deixar bem claro que uma boa alimentação, tipo de solo em que o cavalo vive, entre outros influencia diretamente na qualidade do casco dos animais, concluindo que, não adianta de nada o animal ter um casco visivelmente bom, se as condições em que ele vive não o favorecem.



O Blog (painel de notícias) da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes é um espaço criado para a divulgação de informações e troca de idéias, permitindo, inclusive, a participação de terceiros por meio de comentários. A opinião expressa nos comentários reflete a opinião do autor e, não necessariamente, representa a opinião da FNSL. A Fazenda Nossa Senhora de Lourdes não se responsabiliza pelo teor destes comentários. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do visitante que enviá-lo, sendo o número IP, data e horário da postagem armazenados em nosso sistema.
Fazenda N. Sra. de Lourdes - Jaguariuna:(19) 3867-1226. (11) 3071-3866 | Fazenda Estrela do Sul - Uberaba:(11) 3071-3866 . (34) 9960-6172
Desenvolvido por Mercado de Cavalos